Professores de Boquim paralisam as atividades dias 11 e 12

42
Os professores da Rede Pública Municipal de Boquim decidiram em assembleia realizada semana passada a paralisarem as atividades nos dias 11 e 12.
No dia 11 eles se reunirão em assembleia as nove 9h da manhã no auditório Benjamin Fernandes onde vão analizar a proposta do sindicato para ser entregue ao prefeito. E no dia 12 os professores farão atos públicos pelas ruas da cidade.

O motivo da paralisação, é a proposta para implantação do Piso Salarial apresentada pelo prefeito Pedro Barbosa a comissão de negociação.

Pela proposta do prefeito, os professores ficariam sem regência de classe e teriam os percentuais das gratificações no escalonamento vertical (por formação) e horizontal (por tempo de serviço) diminuídos drasticamente.”Essa é uma proposta de extermínio da carreira”, disse o professor José de Jesus, delegado sindical do SINTESE em Boquim.

Para o magistério de Boquim essa é mais uma manobra do prefeito Pedro Barbosa para acabar com a carreira do Magistério. Em 2006 não houve reajuste salarial, as porcetagens da regência de classe e da gratificação por difícil acesso foram reduziadas. Outra tática é o excesso de professores fora da sala de aula. Isso sem falar no autoritarimos, pois ao apresentar a proposta não deu direito a voz aos professores.