Professores da Barra dos Coqueiros ocupam galerias da ALESE

62

Nesta quarta-feira, a partir das 9h, os professores da rede municipal da Barra dos Coqueiros ocupam as galerias da Assembleia Legislativa. O ato faz parte do calendário de lutas e tem o objetivo de cobrar a implantação do Piso Salarial.

Durante os dias 9 e 10 de junho, quarta e quinta-feira, os professores da rede municipal da Barra dos Coqueiros sairão às ruas na luta pelo piso, por um calendário de pagamento e condições dignas de trabalho.

De acordo com a professora Jailde Nunes dos Santos, da comissão de negociaçao do SINTESE, os protestos são necessários porque a prefeitura do município não abre canal de diálogo com a categoria. O prefeito Gilson dos Anjos alega que o pagamento aos professores do município da Barra é além do estabelecido pela lei nacional do piso , mas os educadores rebatem essas e outras afirmações.

Não há revisão salarial, os pagamentos – assim como o recebimento do vale transporte – são feitos com atraso; situação que deixa muitos professores com os nomes “sujos” dada a necessidade de fazer empréstimos para pagar contas. Os professores lutam também pelo direito a convênios com planos de saúde. “Apenas esse mês, com a proibição de festas por conta do período eleitoral, o pagamento foi feito em dia”, comenta Jailde. Segundo ela é necessário um planejamento e uma revisão dos salários do profissionais do magistério.

Portanto nesta quarta-feira, os professores ocuparão a Alese para discutir essa situação e buscar apoio dos deputados estaduais. Na quinta-feira o ato será em frente ao terminal rodoviário da Barra dos Coqueiros, a partir das nove da manhã.