Emprego formal bate recorde

67

A formalização no mercado de trabalho brasileiro aumenta intensamente desde 2004 na esteira do crescimento mais forte da economia e de reformas que estimularam a contratação de trabalhadores com carteira assinada. Em 2010, pela primeira vez, o total de trabalhadores com carteira assinada superou 50% da mão de obra ocupada nas seis maiores regiões metropolitanas do país. Essa participação cresceu ao longo do semestre – começou em 50,3% em janeiro e alcançou 51,1% em maio. O aumento da formalização é amplamente favorável para a economia, destacam os economistas. O caixa do governo é reforçado, já que há um aumento da contribuição sobre a folha de salários e sobre a renda das pessoas físicas. O processo também ajuda a realimentar o próprio crescimento, como diz Romão. Quem tem carteira assinada se sente mais confiante para consumir e entrar em empréstimos e financiamentos.

Crescimento do emprego formal. O Brasil criou cerca de 1,5 milhão de empregos formais nos primeiros seis meses de 2010. Na análise do presidente do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), Márcio Pochmann, o desempenho do primeiro semestre, considerado histórico, sinaliza, em primeiro lugar, que o País conseguiu sair mais forte da crise financeira internacional que atingiu o mundo entre 2008 e 2009. Em segundo lugar, significa que os empregos não estão apenas sendo impulsionados pela capacidade instalada, que havia sido reduzida em função da crise. Mais do que isso: vêm sendo puxados pelos novos investimentos.

Formalização pode elevar arrecadação em 10% do PIB. O processo de formalização da economia brasileira tem levado a um aumento expressivo da arrecadação, processo que deve se manter ao longo dos próximos anos e garantir ao governo um volume significativo de recursos, que pode chegar a 10% do Produto Interno Bruto (PIB) em 10 ou 20 anos, aponta um estudo do economista Bernard Appy, ex-secretário de Política Econômica do Ministério da Fazenda. Para ele, essa folga fiscal, se bem utilizada, pode expandir o investimento público e privado e a poupança doméstica.

Arrecadação do FGTS bate recorde no primeiro semestre. O Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) teve uma arrecadação recorde líquida de R$ 5,862 bilhões no primeiro semestre deste ano. O valor representa um crescimento de 158% em comparação ao mesmo período de 2009. Os dados foram divulgados nesta quinta-feira pela Caixa Econômica Federal. A arrecadação total do período representa 84% do total de arrecadação líquida de 2009. De acordo com a Caixa, o valor acumulado até junho deste ano é de R$ 11 bilhões. O crescente número de empregos formais proporcionou aumento do número de trabalhadores com contas no FGTS, 32 milhões. Com isso, também houve um aumento da quantidade de empresas contribuintes que, em junho, chegou a 2 milhões.

Rejeição de Serra. Serra manteve o maior índice de rejeição entre os presidenciáveis na última pesquisa Vox Populi-Band, divulgada na sexta-feira. A sondagem mostra que 1/4 dos brasileiros, 24% da amostra, não votariam de forma alguma no tucano, contra 17% no caso de Dilma, que lidera as intenções de voto abrindo oito pontos de vantagem sobre seu adversário [41% X 33%]. A candidata apoiada por Lula consolidou sua liderança entre o eleitorado masculino, com 43% das intenções de voto contra 34% de Serra e ultrapassa o ex-governador também entre as mulheres: 38% X 32%. A ex-ministra vence em todas as faixas e níveis de escolaridade e tem mais que o dobro das intenções de voto do tucano no NE (54% X 24%). Em contrapartida, no Sudeste, onde a mídia prognosticava folgada liderança tucana, graças à vitrine de 14 anos de gestão do PSDB em SP, a vantagem de Serra caiu para dois pontos: 36% X 34%.

Isto é “justiça”? A triste história é a seguinte: juiz Nemias Carvalho comprou uma fazenda de 101,19 hectares. Até aí, nada errado. Mas a fazenda pertencia a uma acusada que o próprio magistrado revogara a prisão. A ré estava foragida quando da revogação da prisão, mas, em seguida, negociou a sua propriedade, às margens da BR-316, por R$ 5.000,00! Mas o disparate é maior ainda, porque o jornalista Itevaldo Júnior, sabendo do caso, o publicou em seu blog (www.itevaldo.com). Foi o suficiente… O juiz Nemias Carvalho acionou seu amigo, também juiz Alexandre Lopes de Abreu, que, em julgamento que durou apenas dois minutos, expediu liminar censurando o blog de Itevaldo Júnior e mandando tirar do ar a matéria sobre seu “amigo”! Isto é “justiça”?

Brasil é o 12º país mais feliz do mundo! A revista Forbes e o instituto de pesquisas Gallup publicaram um ranking dos países mais felizes do mundo. A ordem, onde o Brasil aparece em 12º, é baseada em uma pesquisa feita entre os anos de 2005 e 2009 em 155 países para medir dois tipos de bem-estar. Primeiro, as pessoas responderam questões que refletiam sua satisfação geral com suas vidas e deram notas de 1 a 10. Posteriormente, foram feitas perguntas sobre como cada item foi visto no dia anterior. Segundo o levantamento, os cinco países mais felizes são europeus: Dinamarca, Finlândia, Noruega, Suécia e Holanda. O grupo vem seguido pela Costa Rica e pela Nova Zelândia, empatados em sexto lugar. Os Estados Unidos estão em 14º lugar, junto com a Áustria. Na ponta de baixo da tabela, onde estão os países mais infelizes do mundo, se destacam os africanos Togo, 155º, Burundi e as Ilhas Comoros, empatados em 153º. A Bulgária é o país europeu de pior colocação, 137º, e o Haiti é o representante americano neste lado da tabela, em 144º. O asiático mais infeliz é, segundo a pesquisa, o Camboja, no 148º.

Brasil aprova ajuda para reconstrução da Palestina. O governo brasileiro aprovou e liberou uma ajuda de 14,12 milhões de dólares para ajuda na reconstrução dos territórios palestinos. Na noite de terça-feira (20), o presidente Lula assinou a liberação dos recursos que servirão para ajudar a reconstrução na Faixa de Gaza. Antes que surgissem acusações de “ajudar terroristas”, o ministro Celso Amorim esclareceu: “não estamos dando dinheiro para um grupo, os recursos serão enviados para um fundo humanitário administrado pela ONU e servirão apenas para ajudar a população da Faixa de Gaza”.

Operação liberta 12 trabalhadores escravos em Santa Catarina. O Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), em parceria com o Ministério Público do Trabalho (MPT) e Polícia Federal (PF) encontrou, durante operação de fiscalização realizada no mês de junho, 12 trabalhadores em condições análogas à escravidão em fazenda ligada ao grupo Maxiplast, no município catarinense de Calmon. A fiscalização libertou os trabalhadores, entre eles quatro menores 18 anos, após constatar que eles estavam alojados em uma casa precária, sem higiene básica e sem segurança, e que não recebiam condições mínimas de trabalho decente, com ausência de água potável e de equipamentos de proteção individual. A fazenda, ligada ao grupo Embalagens Maxiplast LTDA, atua na produção de embalagens para a indústria alimentícia. (Fonte: Repórter Brasil)

Quem alimenta o mundo? Ao contrário do que muitos pensam, não são os grandes produtores nem as grandes empresas como a Monsanto. Os verdadeiros responsáveis pelos alimentos que consumimos diariamente são os camponeses e os povos indígenas. É o que mostra um estudo do Grupo ETC (www.etcgroup.org). Segundo o estudo, existem cerca de 1,5 bilhão de camponeses vivendo em granjas, ranchos, chácaras, etc. Mais cerca de 800 milhões cultivam nas cidades e outros 410 milhões que recolhem produtos diretamente nos bosques e savanas; temos cerca de 190 milhões de pastores e mais de 100 milhões de pescadores. Segundo o relatório do Grupo ETC, são eles que alimentam 70% da população mundial. Do total de alimentos produzido no planeta, 50% são de pequenos camponeses, 30% das grandes empresas agrícolas, 12,5% de caçadores e pescadores, 7,5% são produzidos por pequenos lavradores dentro das cidades!

Em Honduras: mulheres contra bases militares dos EUA. Honduras já tem uma base militar instalada em Laguna de Caratasca, no departamento de Gracias a Dios, onde realiza operações conjuntas com o exército dos EUA. Antes de ser derrubado por um golpe, o presidente Manuel Zelaya havia anunciado que não renovaria a licença para manutenção da base, mas o novo governo golpista, apoiado por Obama, já anunciou a renovação do acordo e a construção de uma nova base. A próxima base militar será instalada na ilha de Guanaja. Isto está causando grande descontentamento nas organizações sociais do país. As integrantes do Movimento de Mulheres pela Paz “Visitación Padilla” condenaram a atitude entreguista do governo golpista de Porfirio Lobo. Segundo elas, a expansão da atuação dos EUA em Honduras nada mais é do que uma boa oportunidade para ocupar e manipular este território.

Onde estão os falsos “defensores da democracia”? Onde estão os nossos jornais, tão “livres” e “democráticos”, que não falam nada? A situação de caos, assassinatos e repressão em Honduras depois do golpe que derrubou Zelaya continua acontecendo. A vítima mais recente foi o advogado Marco Tulio Amaya, da Frente Nacional de Resistência Popular, assassinado na manhã de quarta-feira (21), na comunidade Ojo de Agua, em El Paraíso. Marco Tulio integrava a Frente de Advogados contra o Golpe de Estado e era defensor dos 56 camponeses do Instituto Nacional Agrário, vítima de perseguição pelo governo hondurenho.

Nicarágua: saúde gratuita e de qualidade para todos. Em aproximadamente três anos e meio, a atenção sanitária na Nicarágua deixou de ser uma prática elitista e controlada pelas regras do mercado, e se converteu em uma prioridade governamental e um direito de toda a população. Os avanços conseguidos neste campo desde que os sandinistas assumiram pela segunda vez o governo desta nação centro-americana, em janeiro de 2007, são enormes e respondem a uma política de Estado concebida a partir do critério de que a saúde é um direito fundamental de toda a população e é uma obrigação governamental brindar uma atenção de qualidade, de maneira eficiente e gratuita. Depois de 17 anos de governos neoliberais (1990-2006), uma das primeiras decisões adotadas pelo presidente Daniel Ortega foi decretar a gratuidade da atenção médica em hospitais e centros de saúde, incluindo os exames de laboratórios e com equipes de alta tecnologia, que depois se estendeu aos medicamentos prescritos nessas unidades. Em três anos e meio, foram consertados e acondicionados dezenas de hospitais e centros de saúde em todo o país e se construíram outros, principalmente em zonas do interior onde praticamente nunca antes houve atenção médica à população. (Matéria em Prensa Latina).

Confederação dos Trabalhadores das Américas comprova repressão no Panamá. Durante a visita de uma missão sindical ao Panamá, realizada entre sexta-feira (16) e sábado (17), o secretário geral da Confederação de Trabalhadores (as) das Américas (CSA), Víctor Báez, qualificou o presidente do país, Ricardo Martinelli, de “carniceiro de Changuinola”. O adjetivo foi dado em resposta aos atos de repressão praticados pela polícia panamenha na região de Changuinola, contra trabalhadores e sindicalistas, que protestavam contra a Lei 30, recentemente sancionada pelo governo. De acordo com os comunicados de sindicatos e movimentos sociais, a repressão resultou em, pelo menos, 11 mortos e centenas de feridos, além de outras pessoas detidas ou perseguidas pela polícia panamenha. “O massacre perpetrado pelas forças repressoras na região de Changuinola não podem ficar impunes”, declarou Víctor Báez, secretario geral da CSA. Para a CSA, o presidente Martinelli somente poderia recuperar alguma legitimidade, se fizer uma investigação dos fatos e punir os responsáveis. (Matéria em Adital)

Novo instrumento de organização. Para ampliar a coordenação das lutas dos trabalhadores e trabalhadoras das Américas, representantes de 10 federações sindicais internacionais e da Confederação Sindical das Américas – CSA decidiram criar o Conselho Global Unions Américas (CGU-Am) para criar agendas conjuntas de ação e campanhas temáticas ou por países. A decisão, tomada no dia 06 de julho em Montevidéu (URU) concretiza a experiência de trabalho conjunto que já vinha se verificando entre as federações e a CSA desde algum tempo atrás. Assim, serão intensificadas campanhas como a que pede “Trabalho Decente” para todos os trabalhadores e trabalhadoras, contra a precarização de emprego e a desigualdade salarial, apontando o dia 07 de outubro como partida para uma jornada de mobilização regional.

Monsanto condenada nos EUA. A transnacional de biotecnologia estabelecida em Missouri, EUA, terá que pagar uma multa de 2,5 milhões de dólares por venda não autorizada de algodão transgênico. A Monsanto distribuiu duas variedades do seu algodão geneticamente modificado resistente a insetos (Monsando Bollgard e Bollgard II) em duas zonas do Texas onde a EPA havia proibido expressamente esses cultivos entre 2002 e 2007. Ambas as sementes contêm pesticidas geneticamente modificados, chamados “protetores integrados à plantas”, incluindo a bactéria bacteria Bacillus thuringiensis (Bt). O cultivo de algodão geneticamente modificado, para poder produzir seu próprio pesticida, está proibido em dez condados do Texas para evitar que os insetos se tornem resistentes, como ocorreu na China, o que gerou graves pragas para os agricultores de algodão e de outros cultivos.

Monsanto com carta branca no México. Enquanto a empresa já foi demandada em vários países por não respeitar as normas de biosegurança ou por casos de corrupção, no México Monsanto é a primeira beneficiada pelas permissões de colheita experimental de milho transgênico. A empresa representa um verdadeiro monopólio sobre as sementes transgênicas com mais de 90 por cento do mercado internacional. “É muito preocupante que uma empresa tão pouco confiável esteja semeando milho transgênico no nosso país, centro de origem e diversificação deste grão”, sinalizou Aleira Lara, coordenadora da campanha Transgênicos e Agricultura Sustentável, do Greenpeace. Esta produção se realiza “sem nenhum controle verdadeiro por parte do governo já que o monitoramento está se realizando pelas próprias empresas baseado em um claro conflito de interesses”, agregou Lara.

Desemprego entre jovens nos países desenvolvidos. Entre os muitos efeitos devastadores da crise econômica mundial, um dos mais graves no mundo desenvolvido é a tendência de crescimento da taxa de desemprego entre os jovens. Entre os países da OCDE, entre 2007 e 2009, esta taxa cresceu 6 pontos percentuais. A Espanha teve um índice alarmante de desemprego entre jovens: 42% em 2010. A Itália apresenta um quadro grave pois, apesar de um índice menor (29,5%), está havendo uma marginalização desses jovens altamente capacitados.

Uma crise se aproxima? Como consequência da difícil recuperação econômica e das dificuldades fiscais que atravessam os principais integrantes do bloco, a União Europeia passa pelo pior momento histórico desde sua criação e já há riscos de desmembramento. Em particular, o aumento da pobreza e do desemprego na região faz os governos locais pensarem em aprofundar os chamados “ajustes econômicos”, mas ninguém sabe se dará resultado. Segundo o jornal “The Wall Street Journal”, as crises estão atingindo duramente os governos locais. O presidente francês, Sarkozy, perdeu dois secretários de Estado acusados de desbaratar fundos públicos; a chanceler alemã, Angela Merkel, tenta mudar a opinião pública que acha que seu governo está dividido e sem direção; o presidente espanhol, Zapatero, está desgastado com os constantes cortes de orçamento e não tem maioria no Congresso. Há um sentimento geral de empobrecimento entre as pessoas e que a situação vai piorar: 85% dos gregos, 83% dos franceses, 82% dos búlgaros, 77% dos romenos e 75% dos italianos.

Onda de descontentamento social na França. Nossos jornais estão escondendo ou “maquiando” as notícias, mas uma nova onda de descontentamento social percorre a França, em particular entre os jovens. Na madrugada de domingo (18), a cidade de Grenoble se converteu em um cenário de batalha campal entre a polícia e manifestantes que incendiaram cerca de 60 carros! A onda de protesto começou depois da morte de Karim Boudouda, de 27 anos. Segundo a polícia, ele havia assaltado uma loja e fugido. Mas o que está preocupando as autoridades francesas é a onda de descontentamento, comprovando uma situação “explosiva” entre a juventude. Temem que se repitam os fatos de 2005 quando 300 prédios e mais de 10.000 veículos foram queimados.

Sarkozy ameaça endurecer. Nicolás Sarkozy, o capacho francês, acaba de declarar “guerra” ao que chama de distúrbios sociais. Ele disse que seu governo não vai recuar nas medidas econômicas que está tomando e, analisando as recentes manifestações populares, e que vai tratar os protestos como “atos de delinquentes”. Para mostrar como será sua política, ele substituiu o prefeito Grenoble por um oficial de polícia!

China supera EUA e se torna a maior consumidora de energia do mundo. A China ultrapassou os EUA no ranking dos maiores consumidores de energia e chegou ao topo da lista após mais de um século de liderança dos estadunidenses, de acordo com reportagem do “Wall Street Journal”, citando dados da IEA (Agência Internacional de Energia, na sigla em inglês). A China consumiu 2,252 milhões de toneladas de petróleo equivalente em 2009, o que equivale a cerca de 4% mais que os 2,170 bilhões de petróleo utilizados pelos EUA no mesmo período. Há dez anos, o consumo energético total da China tinha sido apenas metade do tamanho do consumo dos EUA.

Por que ninguém fala nisto? Todos acompanharam as enxurrada de notícias sobre a falsa “blogueira” cubana que acusou o regime de perseguição e sequestro. Depois ela foi desmascarada e os jornais pararam de falar no assunto. Mas há um fato real que os nossos jornais estão escondendo. Trata-se da doutora Hiba Al-Shamari, sequestrada e presa pelo “governo” do Iraque porque denunciava os crimes estadunidenses através de sua página na internet! Hiba Al-Shamari é oftalmologista iraquiana, trabalhava em uma missão humanitária no país, e mantinha uma página de denúncias contra a ocupação estadunidense. Foi presa no dia 20 de janeiro deste ano e conduzida para a prisão de Al Kadhimiya onde foi envenenada com a comida, segundo denúncia de outros presos. Sabe-se que foi conduzida para um hospital, mas não há informações sobre onde está ou qual o seu verdadeiro estado de saúde. Mais informações em: http://arabwomanblues.blogspot.com/2010/01/dead-urgent-iraqi-woman-hiba-al.html ou http://arabwomanblues.blogspot.com/2010/01/urgent-update-iraqi-female.html

Ih! Caiu a máscara! Não houve qualquer relação entre o Iraque e o ataque de 11-S! A informação agora divulgada vem de fonte segura: Eliza Manningham-Buller, simplismente diretora da agência de informações inglesa (MI5) entre 2002 e 2007. Agora aposentada, ela disse que seu governo sabia que o Iraque não oferecia qualquer perigo e não teve relação alguma com o ataque da Al-Qaeda aos EUA. “Não havia um só dado, uma só evidência, que indicasse algum vínculo”. Manningham-Buller, que agora é integrante da “Câmara dos Lordes”, prestou depoimento em um painel de investigação em Londres. Ela disse ainda que o governo dos EUA pressionava muito e exagerava os dados existentes. “Sadam Hussein não teve qualquer relação como o 11 de setembro e nunca encontrei nada que mudasse esta opinião”, disse.

Obama em queda livre. Diante de uma economia anêmica que mal se equilibra, com quase 15 milhões de desempregados crônicos, enquanto as grandes empresas e bancos anunciam lucros vultosos, a maioria do povo estadunidense vai perdendo a confiança na cúpula política. Segundo analistas, Obama e o Partido Democrata devem sofrer uma derrota séria nas próximas eleições, em novembro. Uma pesquisa feita pelo Washington Post e pela ABC News revelou que 54% da população desaprova o governo Obama! Seis em cada dez estadunidenses dizem que já não confiam nas decisões tomadas pelo presidente; sete em cada dez estadunidenses dizem não confiar nos legisladores.

Déficit recorde. Uma nova estimativa oficial dos EUA divulgada nesta sexta-feira (23) prevê que o déficit orçamentário do país baterá recorde este ano, atingindo o patamar de 1,47 trilhão de dólares. As novas estimativas pintam um quadro sombrio do desemprego aberto, apesar de uma leve redução. A taxa de desocupados, atualmente em 9,5% na média, ficaria em 9% no próximo ano sob as novas estimativas. O relatório do Departamento de Gestão e Orçamento tem uma notícia ameaçadora para o presidente Barack Obama se ele tentar a reeleição em 2012: uma taxa de desemprego de 8,1%. Este patamar estaria bem acima do normal, entre 5,5% e 6%.

Eles sabiam dos problemas. Uma investigação publicada nesta semana pelo jornal “Democracy Now” mostrou que a empresa petrolífera inglesa BP tinha conhecimento dos problemas existentes na plataforma Deepwater Horizon, antes da explosão do dia 20 de abril. A investigação ainda está em curso, mas o jornal publicou o depoimento de um trabalhador da BP que assegurou que a empresa sabia que o sistema para prevenir explosões tinha apresentado defeito alguns dias antes.