Professores de Estância ocupam galerias da ALESE

48

Com faixas e bandeiras do SINTESE e da CUT/SE os professores da rede municipal de Estância ocuparam as galerias da Assembleia Legislativa na manhã desta terça-feira. “Viemos buscar o apoio dos deputados para que eles consigam sensibilizar o prefeito Ivan Leite para receber a categoria em audiência”, disse Ivonia Ferreira, professora da rede municipal de Estância e coordenadora da sub-sede Sul do SINTESE.

Na ocasião a deputada Ana Lúcia utilizou a tribuna para apresentar dados sócio-educaitvas  e revelar as contradições do município de Estância.

Apesar de ter uma renda per capita de R$1.100 por habitante boa parte da população estanciana vive na pobreza. “Os dados nos mostram como há uma grande concentração de riqueza no município e como faltam políticas publicas para o bem estar da população”, disse a deputada no pronunciamento.

Quase um terço da população estanciana é analfabeta e isso se reflete na falta de uma política educacional que atraia e mantenha o aluno na escola. “As escolas estão com a estrutura física deteriorada, não há material didático o suficiente e não há valorização do professor”, completou Ivonia.

Para a deputada cabe aos gestores dar as condições materiais aos educadores para que eles possam alfabetizar. ”É preciso material didáticos, boas bibliotecas, profissionais valorizados e todas as condições possíveis para que a Educação de Estância dê um passo a frente”, afirmou Ana Lúcia.

Sem diálogo
Infelizmente o prefeito Ivan Leite tem se caracterizado de forma diversa ao que prega a atual conjuntura do país onde o diálogo tem sido a tônica das relações democráticas desde o fim da Ditadura Militar.

Nem os poderes constituídos o administrador municipal considera. Semana passada a deputada estadual Ana Lúcia e o deputado federal Iran Barbosa estiveram em Estância prestar solidariedade aos professores que estavam acampados em frente a prefeitura. Solicitamos audiência, mas até agora não obtivemos resposta. “Pedimos audiência com os educadores e até colocamos a possibilidade de irmos nós dois, mas Ivan Leite não considerou que sou uma representante da Assembleia Legislativa e Iran da Câmara Federal”, explicou Ana Lúcia.
Nesta quarta, às 9h, no auditório do Senai os professores realizam nova assembleia para definir calendário de novos atos públicos.