Professores de General Maynard deflagram greve segunda

52

Os professores de General Maynard estão enviando na manhã de hoje, quarta-feira, 29, um ofício à prefeitura municipal comunicando que na próxima segunda-feira, 4 de outubro, entram em greve por tempo indeterminado.

Desde o mês de abril os professores tentam negociar o pagamento do Piso Salarial sem obter nenhum avanço. O mês de setembro foi marcado por paralisações para pressionar o diálogo. Até que na tarde de ontem, terça-feira, 28, os professores decidiram em Assembleia pela greve até fechar um acordo com a prefeitura.

A pedagoga Claudete dos Santos, que trabalha em General Maynard, lembra que no dia 17 de setembro o sindicato entregou a proposta salarial para a prefeitura, na última audiência que tiveram com o prefeito. Mas até agora não receberam nenhum retorno, e o prefeito faltou às duas últimas reuniões marcadas com os professores.

“Na última reunião, ele reclamou da nossa proposta, dizendo que o valor da folha de pagamento estava muito alto. Explicamos que a folha de pagamento estava irregular: pagando trabalhadores que não são da educação. Fizemos as correções na folha de pagamento e enviamos novamente a proposta, mas não conseguimos nos reunir com ele de novo”, detalha a educadora.

Claudete acredita que a inacessibilidade do prefeito deve acabar com a deflagração da greve. “Será a oportunidade de retomarmos a negociação para buscar um denominador comum com a administração municipal”, aposta a professora.