Ato em Santo Amaro é adiado para dia 26

44

ObraA chuva ocorrida na manhã desta sexta-feira (21) impediu a caminhada que seria realizada por alunos e professores do Colégio Rogaciano Magno Leão Brasil em Santo Amaro. Eles exigem a conclusão da reforma que já dura mais de um ano. Um novo ato foi marcado para a próxima quarta-feira, dia 26, às 15h.

Hoje ao tentarem entrar na escola para ver como estavam as obras, professores e membros da direção do SINTESE foram informados pelo pessoal da Engecon Construções, empresa responsável pela obra que a entrada estava proibida, o que causou estranheza a todos.

A ordem de serviço da obra foi assinada no final de 2009 e os professores informaram que o final do ano letivo foi antecipado para que o prédio fosse entregue logo e a obra começasse. A placa em frente à escola diz que ela terminaria em 90 dias, o que virou motivo de piada entre professores e alunos.

Placa da obra

Diretores do SINTESE estiveram no prédio onde a escola funcionou durante o ano letivo de 2010 e ficaram estarrecidos com a situação do local. Salas apertadas, escadarias perigosas, isso sem contar com a péssima iluminação e o calor.

De acordo com a professora de História, Genúsia Cardoso Silva o ano letivo de 2010 foi cansativo e estressante para alunos e professores. “O prédio causou estresse nos professores e alunos, não conseguimos render bem em situação tá precária”, lamenta.

Anastácio Barbosa Lima também professor de História disse que tanto professores quanto alunos tinham consciência de que o prédio não era bom, mas como o prazo estabelecido para a obra era curto, valia-se o esforço. “Fomos ficar lá no sacrifício porque confiamos que a Secretaria de Estado da Educação entregaria a obra em três meses, mas ficamos lá por mais de um ano e isso foi prejudicial para todos”, constata.