CineCUT apresenta documentário Tercerização: A Escravidão em Versão Neoliberal

39

O CineCUT desta sexta-feira, 07 de outubro, exibe o documentário produzido pelo Sindieletro–MG (Sindicato Intermunicipal dos Trabalhadores na Indústria Energética de Minas Gerais) “Terceirização: A Escravidão em Versão Neoliberal”. A partir das 18h30, o projeto cultural da Central Única dos Trabalahdores de Sergipe (CUT/SE) promove a exibição da película e o debate Terceirização e Precarização do Trabalho.
O filme mostra como vivem os trabalhadores terceirizados da maior empresa de energia elétrica da América Latina – a Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig), e a ação do Sindieletro em várias esferas para combater a precarização do trabalho. Produzido no ano de 2010, o vídeo-documentário traz o relato de trabalhadores terceirizados, empregados do quadro próprio e de autoridades a respeito do tema, retratando um dos grandes problemas do mundo do trabalho no Brasil atual: a precarização.
Desde 1995, quando foi privatizada parte das ações da Cemig, a tercerização vem sendo prática corrente na busca de maiores lucros. Dos 19 mil funcionários que a Companhia possuia em 2005, hoje sobram apenas 10 mil. A contratação de empreiteiros pela Ceimg gera empregos pracários. Os trabalhadores terceirizados recebem em média 1/3 dos salários dos funcionários da Cemig. Além disso, não possuem plano de saúde nem previdência privada, e não recebem hora extra e vale-refeição, entre outros direitos.
O resultado dessa política foi o aumento do número de acidentes de trabalho, inclusive mortes. As terceirizações da Cemig são consideradas “ilegais, ilícitas e precanizantes” pelo Ministério Público do Trabalho de Minas Gerais e combatê-las é uma prioridade do Sindieletro-MG e da campanha “Empresa de primeira não pode criar empregos de terceira”. O filme trata, enfim, de uma das mais cruéis faces das transformações recentes no mundo do trabalho no Brasil. Os depoimentos de trabalhadores das empreiteiras, dirigentes sindicais, deputados e procuradores do Ministério Público do Trabalho emocionam e demonstram a importância deste tema.
“O documentário ‘Terceirização – A escravidão em versão neoliberal” é indicado, inclusive, para aulas de história, cidadania e para cursos de formação sindical que tenham como tema as mudanças no mundo do trabalho no Brasil. O crescimento da precarização do trabalho nos últimos anos faz deste documentário muito atual e importante”, pontuou Roberto Silva, secretário de Juventude da CUT/SE. Participem do CineCUT desta sexta-feira, 07 de outubro.
SERVIÇO
O quê: CineCUT apresenta documentário Tercerização: A Escravidão em Versão Neoliberal
Quando: Sexta-feira, 07 de outubro, às 18H30
Onde: CUT Sergipe – Rua Porto da Folha, nº1039
Informações: 3214-4912