Posição do SINTESE sobre edital do concurso para os professores do Estado de SE

36
Foi divulgado na manhã das última  sexta-feira, 27, o edital que regulamenta o concurso para o magistério da rede estadual (link para o edital está ao final do texto).
De acordo com matéria publicada no site da Secretaria de Estado da Educação serão 1700 vagas em todas as Diretorias Regionais de Educação (DRE’S).
O SINTESE fez parte da comissão organizadora do concurso, mas desde o início apresentou suas discordâncias e questionamentos quanto à organização do concurso, como mostra matéria publicada no último dia 20, aonde o sindicato expõe que não teve acesso ao estudo que definiu o quantitativo de vagas. E também questionou a falta de paridade entre membros do governo e representantes do magistério na referida comissão.
“Não tivemos acesso ao estudo que definiu o número de vagas e também a primeira versão da minuta do edital preparada pelo governo”, aponto Maria Barroso Vieira, vice-presidenta do SINTESE e membro da Comissão Organizadora do Concurso.
Quanto à contratação da FUNCAB, o SINTESE, desde sempre, manifestou a sua preocupação em relação à empresa, pois a dispensa de licitação somente se justifica quando a especialidade do contratado o torna o único, ou quase único, capaz de prestar o serviço desejado.

Essa justificativa, no caso de concurso, já não mais se pode aplicar, pois são incontáveis as empresas que prestam serviço de igual natureza. A dispensa por notória especialização perdeu, nesse particular, o sentido.

Com a publicação oficial do edital, a diretoria do SINTESE promoverá uma análise e em poucos dias estará expressando sua posição sobre o documento.
Confira AQUI o edital.