Professores em greve são agredidos em São Domingos

178
Agressores teriam chegado em carro com placa de Itabaiana
Professores estão ocupados na prefeitura manifestando (Fotos: Dernival dos Santos/ Professor)

Professores da rede municipal de ensino de São Domingos, que estão ocupados na prefeitura municipal desde esta terça-feira, 22, foram agredidos verbal e fisicamente na manhã desta quarta-feira, 23. Segundo Rita de Cássia Santos, coordenadora geral da sub-sede agreste do Sintese, um carro, de cor prata e placa de Itabaiana, parou na frente da prefeitura por volta das 10h30 da manhã e de dentro saíram os agressores.

“De dentro do carro desceram dois homens e duas mulheres, rasgaram os cartazes e faixas da nossa manifestação, nos xingaram de preguiçosos, aproveitadores e uma das mulheres agrediu fisicamente uma das professoras que não quis entregar uma faixa”, disse Rita.

A coordenadora contou que chamou a polícia, que só chegou quando os agressores já tinha se evadido, mas continuaram fazendo a segurança dos professores no local. “Depois que os policiais chegaram eu vim até aqui, na delegacia de Campo do Brito para prestar queixa, algumas pessoas reconheceram os dois rapazes como sendo de São Domingos e as duas mulheres parece que são de Itabaiana”, conta.

Flagra do momento em que um dos agressores rasga cartazes

O professor Dernival dos Santos, que estava no local no momento da agressão e fotografou a movimentação, disse que os professores de São Domingos estão em greve desde o dia 16 de maio e entre suas reivindicações estão o pagamento do reajuste do piso salarial de 22,22%, o pagamento do salário mensal, que segundo os professores está sendo fracionado, o repasse correto do INSS e a melhoria de estruturas das escolas.

“Decidimos ocupar a prefeitura como forma de fazer uma pressão maior, queremos que seja aberto um canal para negociações, mas é importante frisar que não estamos quebrando nada, ao contrário, preservamos o prédio e estamos somente ocupando o espaço físico”, explica o professor.

Delegacia

Polícia faz a segurança após o ocorrido

Segundo informações da delegada Lauana Guedes, que está responsável pelo caso, o boletim de ocorrência já foi registrado, a professora que foi agredida foi orientada a procurar um hospital para gerar um documento comprovando a agressão e as investigações serão iniciadas o mais breve possível.

Prefeitura

A equipe do Portal Infonet tentou entrar em contato com a Prefeitura de São Domingos sem sucesso, mas continua disponível para maiores esclarecimentos por meio do telefone 2106800 ou através do email jornalismo@infonet.com.br.