Aluno da Rede Municipal de Japaratuba é medalaha de ouro na Olímpiada de Lígua Portuguesa

62
Elias dos Santos recebendo o prêmio em Brasília

A Escola Municipal Vereador João Prado  do Povoado São José, Elias dos Santos recebendo o prêmio em BrasíliaJaparatuba   foi um dos destaques da Olimpíada de Língua Portuguesa, que teve o seu resultado final divulgado nesta segunda-feira (10). O Estado  de Sergipe conquistou o primeiro lugar em uma das quatro   categorias. Na categoria  Crônica, o estudante Elias dos Santos Marinho, 8ª série, 17 anos,  saiu vencedor com o texto ” O SENHOR DOS COVOS”. Ele foi orientado pelo professor Luciano Acciole, filiado ao SINTESE, que já havia conquistado outra medalha de ouro na edição anterior.

Além da medalha, os alunos premiados receberão notebook e impressora. Já as escolas nas quais eles estudam receberão laboratórios de informática com 10 computadores, impressora, projetor e telão, além de 8.000 mil reais em  livros para biblioteca.

A Olimpíada de Língua Portuguesa premiou os cinco estudantes vencedores nacionais em cada categoria. Na grande final, em Brasília, 38 candidatos concorriam nas categorias Poema, Memórias, Crônica e Artigo de Opinião. De Sergipe, apenas dois  estudantes conquistaram espaço na última etapa.

A medalha de ouro, a 10ª conquistada pela  Escola de Japaratuba vem coroar o trabalho do professor Luciano Acciole  no Projeto das Olimpíadas, iniciado no ano de 2008. De lá para cá 05 textos chegaram a semifinal. Com 05 medalhas de Bronze, 03 de Prata, e 02 de Ouro, o João Prado já virou referência no  Brasil. ” O mais importante nisso tudo é a possibilidade que a gente  tem de mudar a nossa prática em sala de aula.  Muito mais que  um concurso, a olimpíada é uma revolução no ensino de redação. Isso sem falar na oportunidade que gente tem em poder modificar o olhar do aluno para o lugar onde vive” , frisa o professor Acciole.

Iniciativa do Ministério da Educação e da Fundação Itaú Social, a Olimpíada de Língua Portuguesa desenvolve ações de formação de professores com o objetivo de contribuir para a melhoria do ensino da leitura e escrita nas escolas públicas brasileiras. A cada biênio, nos anos pares, o projeto realiza um concurso de produção de textos que premia as melhores produções de alunos de escolas públicas de todo o país.

“A grande premiação é a valorização profissional que temos ao participar das etapas regionais, nas Oficinas de Formação. Somos muito bem tratados. Além disso,  o reforço que a escola recebe em livros, deixa a gente muito satisfeito. Agora são mais 10 computadores. Então iremos para 20. E mais 8 mil reais em livros. Neste ano de 2012, meus alunos da 8ª série A, da tarde,  já leram 18 livros. Isso é muito bom! O ano passado na 7ª série eles puderam ler   O SERTÃO VAI VIRAR MAR, ALUCINADO SOM DA TUBA, e MEU PÉ DE LARANJA LIMA.  Com a premiação de 2010 adquirimos 15 exemplares desses  títulos. E aí foi uma festa. Estou feliz por mim, pela escola, e principalmente pelo aluno Elias. Ele mereceu. Ele domina o gênero crônica. E Viva o Senhor dos Covos, enfatiza o Professor Luciano.