Professores de Capela fazem o ato da virada

61

Ao invés de soltarem fogos, tomarem champanhe e comemorarem a entrada do novo ano, os professores de Capela assistiram a chegada de 2013 em frente à Câmara de Vereadores em ato público.

O ex-prefeito Manoel Messias, conhecido como Sukita, deixou a prefeitura (em seu segundo mandato) sem pagar 1/6 ferial (vencido no mês de setembro), 13º salário e o salário de dezembro. Esse foi o estopim para os professores fazerem um ato público na virada do ano.

O ato do réveillon foi a culminância de uma semana inteira dedicada a atos públicos em diversos pontos da cidade. Eles percorreram as ruas da cidade, informando a população o que o não recebimento do salário de dezembro e do 13º estavam entre os motivos dos protestos.

O momento foi escolhido porque a posse dos novos vereadores aconteceu às 0h10min e os professores já estavam em frente à Câmara de Vereadores desde as 23 horas. “Junto com nossas famílias e até outros servidores públicos usamos esse momento de festa para reivindicar nossos direitos e também a termos nossos salários pagos, afinal nós trabalhamos por isso e é direito garantido na Constituição”, Jailson Correia.

Portando velas, bandeiras e entoando palavras de ordem eles esperaram sensibilizar os 13 vereadores que tomaram posse a empreender esforços para que os salários e os direitos que constam do Plano de Carreira do Magistério sejam garantidos. “Vários professores juntamente com suas famílias estão passando dificuldades por não terem recebido seus vencimentos e também o 13º salário, afinal os compromissos financeiros não esperam a boa vontade política da administração municipal”, Maria Auxiliadora Santana.

A situação é crítica em várias famílias. Auxiliadora conta que ela e a filha estão passando por dificuldades, pois tanto ela quanto a filha estão sem receber pagamento.

Onde está o dinheiro?

A chegada de 2013 trouxe outra surpresa, ao verificar o extrato das contas do Fundeb – Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação e demais programas que auxiliam na manutenção da Educação, pois nesta quarta-feira (02) os membros do Conselho do Fundeb e demais professores descobriram que as contas relativas a Educação estão zeradas. No extrato consta que até o dia 28 de dezembro a conta do fundo estava com um saldo positivo de quase 1 milhão e 500 mil (referente ao mês de dezembro). De acordo com os dados fornecidos pela Secretaria do Tesouro Nacional o município de Capela recebeu do Fundeb R$13.399.482,55 em 2012.

“Ficamos surpresos em ver que não há um real disponível nas contas da prefeitura que recebem os recursos da Educação”, Rita de Cássia Oliveira.

O SINTESE enviará ofício ao prefeito atual Ezequiel Leite solicitando audiência para que essa situação seja revertida o mais rápido possível e os professores possam receber seus salários.