Nota de Solidariedade ao professor Nazon Barbosa

229

 

O SINTESE vem a público manifestar solidariedade ao professor Nazon Barboza, Coordenador da Sub-Sede do Centro-Sul, localizada no munícipio de Lagarto, por ter sido vilmente atacado pelo Sr. Jerônimo Reis, ex-prefeito e ex-deputado federal cassado.

Em um programa de rádio da emissora de propriedade de um aliado político, Rádio Progresso, Jerônimo Reis foi defender o atual prefeito da cidade, Lila Fraga, por ter voltado atrás em acordo feito com os representantes do SINTESE de fazer o pagamento dos salários atrasados de dezembro e décimo terceiro, que não foram pagos pela gestão passada.

Além de defender o prefeito, pois segundo Jerônimo, o prefeito Lila não tem obrigação legal de pagar, ele começou a desferir impropérios contra o professor Nazon por estar cobrando que a prefeitura pague o atrasado, pois a administração pública é impessoal.

O Sr. Jerônimo reis disse que o professor Nazon não tinha credibilidade, nem moral para defender os professores, e que era aliado do prefeito anterior. Pois bem, o professor Nazon é coordenador da sub-sede do centro-sul eleito por três vezes por professores de toda a região pela sua integridade, pelo seu compromisso com os trabalhadores, e pelo seu desprendimento pra a luta.

Todas as ações do sindicato e encaminhamentos junto a gestão passada, tiveram o total respaldo dos professores, pois foram debatidos e aprovados em assembleia da  categoria liderada pelo professor Nazon. O mesmo procedimento não poderíamos dizer do Sr. Jerônimo Reis, que até o momento não explicou a sua cassação como deputado federal, estando impedido de ser candidato a qualquer cargo eletivo.

Além do mais, no período como prefeito, o Sr. Jerônimo Reis se caracterizou como um gestor autoritário, de difícil diálogo, e de arrocho salarial, pois só conseguia chegar ao percentual mínimo previsto em lei de pagamento de salários, aplicando um abono salarial no final do ano.

Desta forma reiteramos aqui a nossa solidariedade ao companheiro professor Nazon, ao tempo que continuaremos a nossa luta para que os professores da rede municipal de Lagarto a venham receber seus salários, pelo trabalho exercido no período.

DIREÇÃO EXECUTIVA DO SINTESE