Servidores e professores fazem ato em Canhoba

67
Categorias protestam contra o atraso de salários
Prefeitura de Canhoba (Foto: Arquivo Portal Infonet) 

Servidores públicos e professores do município de Canhoba cruzaram os braços nesta quarta-feira, 10, devendo só retornar ao trabalho na próxima segunda-feira, 15. Eles lutam pela atualização dos salários em atraso e por melhores condições de trabalho.

Segundo a diretora do Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Estado de Sergipe (Sintese), Fátima Ferreira, já tentaram várias negociações junto à prefeita Elinalda Pereira (PR).

“São 54 professores e cerca de 300 servidores de um modo geral que estão passando por uma situação muito difícil. Estamos com os salários de dezembro de 2012 e de junho de 2013 atrasados. Muitos servidores já pediram empréstimos e o banco está descontando até três de uma vez. Teve servidor que recebeu apenas R$ 1. Já conversamos com a prefeita e ela não resolve a situação. A maioria dos servidores mora em outras cidades como Aquidabã, Lourdes, Propriá e Itabi enfrentam dificuldades para chegar ao trabalho, sem contar que estão recebendo cartas por não estarem cumprindo os compromissos”, ressalta Fátima Ferreira.

Eles cruzaram os braços por três dias e realizaram um ato nesta quarta-feira, 10. “Nós fizemos um ato para mostrar a população o motivo de estarmos paralisando as atividades na quarta-feira,10, nesta quinta, 11 e na sexta-feira, 12. Estamos aguardando que a prefeita nos receba para que possamos chegar a um acordo digno, porque o último acordo que ela fez foi para pagar o salário de dezembro em parcelas, começando a partir de setembro”, lamenta destacando que estão tentando uma negociação há sete meses.

Contraponto

A prefeita Elinalda Pereira está em Brasília, aonde participou da Marcha dos Prefeitos e conversou com a reportagem do Portal Infonet por telefone.

“Não estão dizendo a verdade. O salário de junho foi pago ontem e o de dezembro nós fizemos um acordo perante o Ministério Público para pagar em 36 meses a partir de setembro, podendo antecipar de acordo com a arrecadação do município e todos os representantes dos sindicatos dos servidores, da Saúde e dos Professores assinaram. Eu nunca deixei de receber as categorias e recebo até dentro da minha casa, a professora Fátima sabe disso. Só que estou em Brasília, retorno hoje à noite e amanhã [sexta-feira] estarei na Prefeitura de Canhoba”, ressalta.

Elinalda disse ainda que “se tem uma gestora que tem trabalhado bem com os professores, se chama Elinalda Pereira. Mas, eles fizeram manifestação pedindo até 13º salário, quando tenho até dezembro para pagar e o pagamento dos professores é feito até o dia 10, em virtude do Fundo de Participação”.