Professores do Colégio Estadual Gilson Amado rejeitam índice guia

148

Os docentes do Colégio Estadual Gilson Amado localizado na cidade de Estância se juntam a centenas de professores e também rejeitam a imposição da Secretaria de Estado da Educação – SEED em adotar o Índice Guia de Avaliação de Desempenho como norteador das práticas educativas e administrativas da escola. A decisão foi informada, através de ofício, Secretaria de Estado da Educação.

A recusa foi decidida após várias reuniões onde o documento que trata do Índice Guia foi avaliado e os professores decidiram utilizarem-se do direito garantido pela Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional em não adotarem políticas educacionais que firam sua autonomia pedagógica.

Desde o momento em que a SEED contratou João Batista dos Mares Guia, criador do índice, o SINTESE tem feito o debate sobre o quão danosa é essa proposta de avaliação de desempenho, pois ela retira a autonomia docente, criminaliza não só o professor, mas toda a comunidade escolar e também reduz drasticamente o papel do governo do Estado na educação. 
O sindicato defende a avaliação de desempenho, mas que ela seja feita de forma ampla com a participação de todos os membros da comunidade escolar para que o método empregado possa contribuir no desenvolvimento da educação pública de Sergipe. A instância ideal para tal debate é o Fórum Sergipano de Educação.

O SINTESE orienta os professores da rede estadual a realizarem estudos em suas escolas para que elaborem documentos de rejeição ao Índice Guia de Avaliação de Desempenho.