2ª edição do Concurso de Curtas sobre a Lei Maria da Penha

196

As Procuradorias da Mulher da Câmara dos Deputados e do Senado Federal, em conjunto com a Bancada Feminina, realizarão, com apoio do Banco Mundial, a segunda edição do Concurso de Curta Documentário sobre a Lei Maria da Penha.

Com o tema “Violência contra a mulher, o que você tem a ver com isso? Grave um vídeo. Compartilhe com o mundo!”, a iniciativa tem o objetivo de chamar atenção para o problema da violência de gênero de uma forma criativa e inovadora, ao mesmo tempo em que colhe as impressões da sociedade sobre uma das mais importantes legislações brasileiras.

Nesta segunda edição, o concurso terá foco na educação e será especialmente voltado às (aos) alunas (os) do ensino médio, com idade entre 14 e 18 anos, de escolas públicas e particulares, estimulando que o debate sobre a violência doméstica entre nas salas de aula.

As (Os) alunas (os) deverão produzir um vídeo, de até cinco minutos, por meio de celular ou câmera digital, e postar no site de carregamento de arquivos do Youtube. As inscrições deverão vir acompanhadas do nome de uma (um) professora (or) responsável. A (O) candidata (o) deverá anexar o link do arquivo no campo correspondente da ficha de inscrição, que será disponibilizada online no portal do concurso: www.curtamariadapenha.com.br.

Para a Procuradora da Mulher da Câmara, deputada Elcione Barbalho (PMDB-PA), é muito importante que essa discussão chegue às salas de aula: “Temos visto, muitas vezes, as escolas se transformarem num lugar de intolerância, de bullying, de violência, não apenas contra as mulheres, mas contra o que é considerado ‘fora do padrão’. Com esta iniciativa esperamos ter a oportunidade de convidar os alunos a refletirem sobre as formas de violência e ajudar a educar para o respeito às mulheres e à diversidade”.

“À medida que a sociedade se instrui e se moderniza, a cultura de marginalização das minorias tende a reduzir. Hoje, as instituições de ensino buscam interpretar os anseios de uma sociedade que rejeita velhos valores e preconceitos”, explica a Senadora Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM), Procuradora Especial da Mulher no Senado.

Para a deputada Jô Morais (PCdoB-MG), que presidiu a Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) do Congresso Nacional, destinada a investigar a situação de violência contra a mulher no Brasil, é importante a incorporação do tema no ensino médio. “No resultado final da CPMI um dos projetos que incluímos foi a incorporação do tema no Ensino Médio. É no banco das escolas que se torna possível construir uma cultura de respeito e paz, sobretudo no âmbito doméstico. Daí a importância de que o concurso envolva alunas e alunos”,

O evento, que abre inscrições no dia 15 de outubro, Dia do Professor, premiará seis alunas (os) (um por região e outro por júri popular) e seis professoras (es) responsáveis pelos trabalhos, com um tablet para cada e a vinda a Brasília para conhecer a capital e participar da cerimônia de premiação, que acontecerá durante as comemorações do Dia Internacional da Mulher no Congresso Nacional, em Março de 2014.

Veja os detalhes e saiba como participar do Concurso:

O que é: 2º Concurso de Curta Documentário sobre a Lei Maria da Penha

Quem pode participar: Alunas (os) do ensino médio, de 14 a 18 anos, matriculadas (os) em escolas públicas e particulares.

Objetivo: Levar a discussão sobre a violência contra a mulher para a sala de aula e para o público jovem.

Como participar: Fazendo um vídeo de até 5 minutos, por celular, câmera digital ou equipamento similar, sobre o tema “Violência contra a mulher, o que você tem a ver com isso? Grave um vídeo. Compartilhe com o mundo!” e postando o vídeo no Youtube.

Como se inscrever: acessando o site do concurso www.curtamariadapenha.com.br, lendo o edital e preenchendo a ficha de inscrição online, até o dia 15 de dezembro. Atenção: o regulamento prevê a participação de uma (um) professora (or) responsável por cada obra inscrita.

Observação: cada aluna (o) deverá inscrever apenas um vídeo e as obras deverão ser inéditas.

Prêmios: Um tablet para cada aluna (o) e cada professora (or), passagens, hospedagem e turismo cívico (nas datas prováveis de 11 e 12 de março de 2014) para conhecer a Capital e o Congresso Nacional, além de participar da festa de premiação, em março de 2014.