Aquidabã: ao invés de pagar professores prefeitura faz festa

173

O SINTESE solicitou a intermediação do Ministério Pública para buscar uma solução para o problema que vivem os professores da rede municipal de Aquidabã. Eles estão sem receber o salário de dezembro de 2013 e o décimo terceiro. A administração também deve ao magistério o terço e o sexto ferial que deveriam ter sido pagos em janeiro e julho de 2013.

A justificativa do prefeito é a falta de dinheiro, mas nos dias 11 e 12 de janeiro, a prefeitura realiza a Festa de Santos Reis, celebração que contará com dez atrações musicais, tais shows serão pagos inevitavelmente com recursos públicos. Os professores (e suas famílias) não terão o que celebrar.

A alegação do prefeito da falta de recursos também cai por terra quando lembramos que no mês de novembro o SINTESE apontou através da análise foi constatado irregularidades no uso das verbas destinadas à manutenção e desenvolvimento do ensino na rede pública municipal de Aquidabã. As irregularidades estão na folha do magistério, na folha dos servidores técnico-administrativos e nas folhas dos contratos. A fonte do recurso para o pagamento destas folhas vem do FUNDEB. O valor ultrapassou a casa dos R$90 mil.

O sindicato espera do Ministério Público que é uma instituição que preza pela ordem jurídica, pela defesa dos interesses da administração pública e dos interesses sociais coletivos, que tal situação seja apurada e solucionada o mais rápido possível.