Prefeito tenta mudar estatuto do magistério para fugir de multa

54
Deputada Ana Lúcia dialoga com educadores de Pedrinhas

Deputada Ana Lúcia dialoga com educadores de Pedrinhas

Para fugir da multa de 50 mil reais diários por não pagar os salários dos professores até o 5º dia útil do mês subsequente, o prefeito de Pedrinhas enviou a Câmara de Vereadores, projeto de lei que altera o artigo 54 do Estatuto do Magistério, pelo projeto ao invés do pagamento ser no quinto dia útil, passaria ser no décimo. Achando pouco enviar o projeto ainda está pressionando os vereadores a aprovar este dispositivo legal.

“O prefeito quer fugir da decisão judicial e agora pressiona os vereadores a tal mudança. Estamos dialogando com os vereadores para que não aprovem o projeto, pois ele é uma afronta ao magistério”, aponta Estefane Lindberg, coordenador geral da sub-sede Centro-Sul do SINTESE.

Na última quinta-feira, 26, após muita mobilização os educadores conseguiram convencer os parlamentares municipais a não votarem o projeto sem que houvesse um diálogo com categoria, inclusive essa sessão contou com a presença da deputada estadual Ana Lúcia que falou sobre o papel de mediador que o vereador deve ter.

 “O parlamentar deve intermediar os conflitos e buscar soluções para esses conflitos. E quando esse conflito envolve uma categoria estratégica para a sociedade, como são os trabalhadores da Educação, isso não é bom. Portanto devemos buscar uma solução para esse problema”, disse a deputada.

O SINTESE vai dialogar com os vereadores para que não aprovem esse projeto e buscar negociação com a administração municipal.