SINTESE realiza formação sindical e política para representantes e delegados da rede estadual

54

No último final de semana (27 e 28) o SINTESE realizou em Aracaju mais um encontro de formação político-sindical, voltado desta vez para os educadores que são representantes de escola e delegados sindicais da rede estadual.

O diretor do departamento de Assuntos da Base Estadual Roberto Silva dos Santos apresentou o cenário da rede estadual: como o processo de desresponsabilização do Estado com relação ao Ensino Fundamental (ao entregar matrículas e prédios para a rede municipal), além da atual resposta negativa com relação ao reajuste do piso para os educadores com formação em nível superior.

Já Cláudia Oliveira, também diretora do departamento de Assuntos da Base Estadual expos qual o papel dos representantes de escola, falou a respeito do levantamento que o sindicato está fazendo sobre as escolas estaduais. E também de como os educadores podem participar nos conselhos de controle social do FUNDEB e da Alimentação Escolar.

Ao falar de avaliação a vice-presidenta do SINTESE, Ivonete Cruz fez um resgate de toda a luta do sindicato nos últimos anos contra as ações do Governo do Estado de implementar métodos avaliativos que não consideravam o conjunto do sistema de ensino.

O Projeto de Lei 4330 (que trata da ampliação da terceirização) também foi tratado no encontro e se for aprovado pode colocar em risco o magistério.

Gerencialismo na escola

A concepção de educação a partir das escolas charters também foi discutida no encontro, utilizando textos do professor da Unicamp Luiz Carlos de Freitas e utilizando também da experiência vivida por uma escola localizada em Sobral (CE) que utilizou-se de pacotes pedagógicos instrucionais.

Plano Nacional de Educação

A meta 7 do Plano Nacional de Educação e suas 36 estratégias foram discutidas pelos educadores no sentido de reivindicar que os entes federativos proporcionem as condições objetivas de trabalho e buscar a valorização da diversidade cultural de Sergipe e que os professores possam participar de forma ativa e propositiva na construção do Plano Estadual de Educação. “Nós é que vamos construir o nosso plano e para isso temos que levar em consideração nossas características”, apontou a professora Leila Moraes, do departamento de Assuntos Educacionais do SINTESE.

XV Congresso

O décimo quinto Congresso Estadual dos Trabalhadores em Educação também foi pauta do encontro. Com o tema “A avaliação da Educação para além do PNE – Saídas para a educação fora dos Índices” o congresso que ser realizará entre os dias 30/09 e 03/10 pretende além de debater e refletir a hoje política de avaliação adotada pelo governo federal também definir o calendário de lutas para os próximos dois anos. “O congresso é um espaço pedagógico e político do sindicato, onde os professores filiados que forem eleitos delegados poderão discutir mais profundamente o cenário educacional e definir a pauta de lutas do sindicato para os próximos anos”, apontou Ivonete Cruz.