Nota de apoio do Sindijus aos professores do Estado e repúdio ao TJSE

37

Nós da Diretoria do Sindicato dos Servidores do Poder Judiciário do Estado de Sergipe (Sindijus/SE), na condição de representantes dos trabalhadores do Tribunal de Justiça do Estado de Sergipe (TJSE), nos sentimos na obrigação de vir a público repudiar a decisão do Judiciário sergipano que decretou mais uma greve ilegal, mantendo em curso a sua política criminalizadora da organização social da classe trabalhadora.

Somos solidários e parceiros de luta dos integrantes do  Sindicato dos Trabalhadores em Educação Básica da Rede Oficial do Estado de Sergipe (Sintese) e reconhecemos as suas reivindicações e seu movimento paredista como legítimos e, exatamente por esse motivo, repudiamos com veemência a prática do TJSE ao tentar calar os trabalhadores.

Sem deixar sua prática corriqueira, o Palácio da Justiça – que já atentou mais de uma vez da mesma forma contra movimentos paredistas do próprio Sindijus – age de maneira explicitamente injusta, punindo os trabalhadores que exigem o óbvio respeito aos direitos, e também sendo condescendente com os governantes que descumprem a lei.

Prestamos, portanto, nosso total apoio aos professores do Estado que dedicadamente ensinam aos filhos de Sergipe. Sendo assim, merecem toda a dignidade que reivindicam e que lhes está sendo negada em primeiro lugar pelo governador Jackson Barreto e ratificada vergonhosamente pelo TJSE.

Sigamos nas ruas, sigamos na luta.

Sindijus