Professores da rede estadual resistem na luta

52

Na quinta-feira, 28, décimo primeiro dia de greve e segundo dia de ocupação do Palácio de Despachos, professores da rede estadual de Sergipe realizaram assembleia e decidiram pela manutenção da greve e da ocupação do Palácio. A categoria deliberou também nova assembleia para a próxima terça-feira, 2, o local ainda será confirmado.

Após a assembleia, os professores novamente seguiram em caminhada para a Secretaria de Estado da Educação (SEED). E mais uma vez as portas do gabinete do secretário, Jorge Carvalho, estavam trancadas.

Na quarta-feira, 27, os professores da rede estadual também fizeram caminhada até a SEED. Os seguranças da Secretaria tentaram impedir a entrada dos professores e trancaram os portões principais com cadeados, mas os professores conseguiram ter acesso ao prédio pelo portão de entrada e saída de veículos. Ao saber da presença dos professores da rede estadual no local, o secretário estado da educação, Jorge Carvalho, fugiu as pressas pela porta dos fundos da Secretaria.

“Quando o secretário Jorge Carvalho viu os professores entrarem na SEED ele fugiu para não dialogar com os trabalhadores. Teve medo de professor. Mas ele [Jorge Carvalho] não te medo quando está atrás de um microfone e diz que professor é criminoso”, colocou a presidente do SINTESE, Ângela Maria de Melo, lembrando das vezes em que o secretário criminalizou e humilhou professores nos meios de comunicação.

Resistência

A quinta-feira (28) foi finalizada com muito forró, no ‘Arraiá da Resistência’, em frente ao Palácio de Despachos. Nos dois dias de ocupação cerca de 60 professores pernoitaram na sede do Governo do Estado.

A ocupação segue firme e precisa de você, professora e professor da rede estadual, para engrossar cada vez mais as fileiras desta luta.

‪#‎ProfessoresdeSELuta