Carmópolis: depois de pressão popular, prefeita recua e retira projeto que reduzia regência de classe

53
Professores, estudantes, pais e mães lotam Câmara de Vereadores

Professores, estudantes, pais e mães lotam Câmara de Vereadores

“O professor é meu amigo, mexeu com ele, mexeu comigo”. Essa foi a frase ecoada na Câmara Municipal de Carmópolis na última terça-feira, dia 25.

Centenas de estudantes, pais, mães e educadores lotaram as dependências da casa legislativa no intuito de convencer os vereadores a não aprovarem projeto de lei enviado pela prefeita Esmeralda Cruz, que reduzia a regência de classe (para os educadores em sala de aula) e gratificação técnico-pedagógica (para os professores que trabalham na Secretaria de Educação) de 27% para 15%.

Com a pressão popular, a prefeita recuou e os vereadores retiraram o projeto da pauta.

“Além da pressão e luta dos professores, a participação popular foi fundamental para a retirada desse projeto que só viria a prejudicar os docentes. O magistério de Carmópolis agradece a participação dos estudantes, pais e mães na sessão demonstrado que é só com o povo na luta que poderemos avançar”, aponta Emanuela Pereira, da coordenação da sub-sede do SINTESE no Vale do Continguiba.