Os desafios do magistério em tempos de Estado de exceção é tema de conferência realizada pelo SINTESE

44
xiii conferencia

xiii conferencia

Em sua décima terceira edição o sindicato irá debater e refletir com os/as professores(as) sobre os desafios da categoria no atual panorama político, econômico e social do país.

Há algo em comum no cenário onde os investimentos na Educação correm risco de serem congelados por 20 anos, onde projetos de lei tramitam no Congresso Nacional, nas Assembleias Legislativas e Câmaras de Vereadores objetivando impedir o livre pensamento crítico e pedagógico nas escolas (Escola Sem Partido), onde se tenta implantar a homogeneização do currículo escolar (Base Nacional Curricular Comum) e com na medida provisória do governo federal (MP 746) de reformular o Ensino Médio. Nenhum destes projetos e medidas foi discutido com a sociedade, configurando uma situação de Estado de Exceção.

inscreva se home 11inscreva se home 11

É nessa realidade que o SINTESE realiza XIII Conferência Estadual de Educação com o tema “Profissão Professor/a: desafios enfrentados pelo Magistério Público em um Estado de Exceção” de 16 a 18 de novembro no Iate Clube de Aracaju.

“A conferência é um espaço democrático onde não só professoras e professores filiados/as ao SINTESE, mas também os estudantes de licenciatura poderão debater e refletir sobre os rumos da Educação no Estado de Sergipe e no Brasil”, aponta a presidenta do SINTESE, professora Ivonete Cruz.

Além das questões intrinsicamente ligadas ao âmbito educacional, a décima terceira conferência irá tratar também de Previdência Social, Saúde do Professor/a e sobre Gênero e Etnia.

“Como educadores e educadoras não podemos deixar de refletir e debater sobre esses temas, pois eles impactam não somente o nosso cotidiano, mas dos estudantes e demais atores sociais da escola”, afirma a professora Ângela Maria de Melo, diretora do Departamento de Formação do SINTESE.

A conferência tem caráter objetivo de discussão, reflexão e troca de experiências, a partir de ampla discussão atual e fundamental para a categoria do magistério, sendo balizada na concepção de Educação proposta no “Projeto Escola Democrática e Popular: A Educação que Queremos”, projeto aprovado e defendido pelo magistério público sergipano.

Quem pode participar da conferência?

Professores/as filiados/as ao SINTESE da rede estadual e das 74 redes municipais e estudantes de licenciatura. Para os filiados a inscrição é gratuita. Estudantes pagam taxa de R$35.

As inscrições podem ser feitas a partir do site no SINTESE (https://www.sintese.org.br/), na sede central do sindicato (rua Campos, 107) e também nas subsedes regionais nos municípios de Propriá, Itabaiana, Nossa Senhora da Glória, Estância, Neópolis e Lagarto.

Liberação dos professores

Nos próximos dias o SINTESE irá enviar ofício para a Secretaria de Estado da Educação e para as 74 secretarias municipais de Educação solicitando a liberação dos/as professores/as nos dias letivos para participar do evento, disponibilização de transporte para os educadores, além de concessão de ajuda de custo para a alimentação.

“É prática do SINTESE, solicitar aos gestores da Educação, a liberação das professoras e professores para que eles possam participar dos congressos, encontros e conferências que realizamos. E também é compromisso dos educadores e educadoras fazer a reposição das aulas”, explica diretor do Departamento de Assuntos Educacionais do SINTESE, professor Paulo César Lira Fernandes.