SINTESE repudia governo Jackson Barreto por tentativa de impedir a organização estudantil

68
manchete censura estudantes

O sindicato lamentou a decisão da juíza Simone de Oliveira Fraga da 3ª Vara Cível favorável ao governo do Estado em proibir a ocupação das escolas estaduais

O governo Jackson Barreto, através da Procuradora Geral do Estado, entrou com ação judicial para impedir novas ocupações nas escolas estaduais alegando “defesa do interesse público”.

manchete censura estudantes

As ocupações das escolas (não somente em Sergipe, mas em todo o Brasil) são fruto da luta do movimento estudantil para garantir o direito a Educação (que é de interesse público), pois tanto a PEC 55 quanto a MP 746 impedem o pleno acesso aos estudantes a uma educação pública de qualidade social para todas e todos.

 “Ao invés de dialogar com o movimento estudantil, o governo Jackson Barreto recorre a Justiça para impedir o direito a livre manifestação dos estudantes que estão, com razão, preocupados com os efeitos da MP 746 e da PEC 55 nas escolas públicas brasileiras e mostra que está a favor das medidas do governo golpista de Michel Temer”, aponta o vice-presidente do SINTESE, professor Roberto Silva dos Santos.

Para o sindicato, a Justiça também deve cobrar do governo do Estado que coloque em prática o Plano Estadual de Educação na perspectiva de garantir uma educação de qualidade social para todas e todos.

“Esperamos que o governo do Estado suspenda a implementação autoritária da reforma do Ensino Médio e da antecipação da PEC 55 com a redução dos recursos prevista para a Educação. Manifestamos nosso apoio às ocupações por compreender que a organização estudantil é legítima. Defendemos que os estudantes continuem firmes na luta por respeito e pelo direito de discutirem a educação que querem”, afirma a presidenta do sindicato, professora Ivonete Cruz.