Receita do FPE de Sergipe em dezembro daria para pagar aposentadorias e 13º salário

70
Em dezembro de 2016 o repasse do FPE ficou em R$517.117.411,09

Em dezembro de 2016 o repasse do FPE ficou em R$517.117.411,09

O crescimento de 74,83% nas receitas do FPE no mês de dezembro demonstra possibilidade real de pagamento integral do 13º salário e dos vencimentos de dezembro

Até o dia 30 de dezembro foi depositado nos cofres do Estado o montante de R$ 517.117.411,09. Esse valor é 74,83% a mais que o depositado no mesmo período em 2015. Como a média mensal da folha de pessoal de todos os servidores, incluindo cargos comissionados, aposentados e pensionistas gira em torno de 300 milhões de reais, o valor depositado daria para o Governo realizar pagamento da folha integralmente.

Em dezembro de 2015 o valor depositado foi de R$ 295.784.620,89, o que significa que em 2016 houve um acréscimo de R$ 221.332.790,20. Nesse sentido, o atraso no pagamento das aposentadorias dos professores e professoras aposentados e dos demais servidores é mais um desrespeito do Governo Jackson Barreto.

Para o SINTESE, o Tribunal de Contas do Estado de Sergipe e o Ministério Público Estadual precisam dar um basta nesse permanente desrespeito aos servidores. A sociedade sergipana precisa saber onde foram investidos esses 517 milhões de reais depositados nos cofres do Estado, somente no mês de dezembro, uma vez que nem o 13º salário, nem o salário de dezembro foram pagos pelo governo. Os professores e professoras e funcionários lotados nas escolas receberam dentro do mês, pois são pagos com as receitas do FUNDEB.

Já o de 2015 ficou em R$295.784.620,89

“É revoltante ver que o Estado tem dinheiro, mas insiste num falso discurso de crise para  inviabilizar o fim de ano dos servidores não pagando o direito que lhes cabe: O salário. Apenas esperamos justiça”, afirma Roberto Silva dos Santos, vice-presidente do SINTESE.

Fonte: Banco do Brasil