Acorrentados à porta do governador aposentadas e aposentados exigem pagamento em dia

219
Educadores exigiram que o governo pague aposentadorias dentro do mês

Educadores exigiram que o governo pague aposentadorias dentro do mês

Os aposentados decidiram que se continuar os atrasos outros atos ocorrerão

Professoras e professores aposentados realizaram na manhã desta segunda, 13, ato público em frente a residência do governador Jackson Barreto. Como forma de protesto eles se acorrentaram à porta e protestaram contra o atraso no pagamento dos proventos e também pela falta de reajuste do piso para todos na carreira.

“Nós merecemos respeito. Nos dedicamos por 25, 30, 35 anos para a formação da sociedade sergipana, contribuímos para a previdência e agora estamos sendo desrespeitados. Governador tenha sensibilidade, precisamos do nosso pagamento dentro do mês. Não aguentamos mais pagar juros e fazer malabarismos para pagar nossas contas em dia”, apela Maria Luci Lima Santos, professora aposentada e dirigente do Departamento de Aposentados e Aposentadas do SINTESE.

Para a presidenta do SINTESE, o atraso no pagamento das aposentadorias não é uma decisão baseada no aspecto financeiro e sim uma escolha política do governador.

Com palavras de ordem e panelas vazias as professoras e professores aposentados deram o tom do ato em frente à casa do governador Jackson Barreto

“Os aposentados e aposentadas não suportam mais essa medida do Governo do Estado de não pagar as aposentadorias dentro do mês, inclusive a partir de uma decisão do Tribunal de Justiça de Sergipe. É um descaso e um desrespeito. Por isso eles decidiram na plenária ocorrida no dia 09 de março fazer essa vigília. A expectativa é que o governador Jackson Barreto receba o SINTESE e comece a pagar dentro do mês, pois não há justificativa para o atraso no pagamento das aposentadorias. Pois há recursos suficientes. O atraso no pagamento das aposentadorias é uma escolha política do governador em massacrar uma categoria”, aponta professora Ivonete Cruz, presidenta do SINTESE.

Dados apresentados pelo Banco do Brasil e também pelo Portal da Transparência do Tribunal de Contas de Sergipe mostram que em dezembro, janeiro e fevereiro o Governo do Estado recebeu mais de R$ 1 bilhão e 200 milhões somente do FPE – Fundo de Participação dos Estados  e porque não atualizou o pagamento das aposentadorias e dos salários dos servidores da ativa?

“A folha de pessoal do Estado é pouco mais de R$300 milhões. Durante todo o ano de 2016 o Governo do Estado apresentou a desculpa que o atraso se devia a queda nos repasses do FPE, mas nos últimos meses não há queda. Pois então, porque os atrasos continuam”, explica Roberto Silva dos Santos, vice-presidente do SINTESE.  

Decisão judicial

Em outubro de 2016 o Pleno do Tribunal de Justiça acatou por unanimidade a ação judicial impetrada pelo SINTESE no final de 2015. De acordo com os desembargadores o Poder Executivo Estadual deve fazer o pagamento das aposentadorias até o trigésimo dia do mês trabalhado.

O governo chegou a fazer o pagamento nos meses de outubro e novembro, mas em dezembro entrou com recurso no STF.