Escola Estadual João Paulo II não tem água há mais de 1 ano

173
manchete escolajoaopaulo ii

O sindicato solicitou intervenção urgente do Ministério Público Estadual para solucionar o problema

manchete escolajoaopaulo ii

O SINTESE esteve na última quinta, dia 30, na Escola Estadual João Paulo II localizada no bairro Cidade. O convite partiu dos pais, mães, responsáveis dos estudantes e professores. Eles solicitaram ajuda do sindicato, pois a escola não tem fornecimento de água desde o ano passado.

Além dos óbvios problemas de higiene, segundo os professores da unidade de ensino a falta de água tem dificultado o aprendizado dos estudantes, pois sem água não é possível fazer e servir alimentação escolar para os estudantes.

“Sabemos que para muitos estudantes, principalmente dos bairros mais carentes, a alimentação escolar é a única refeição que eles terão no dia. Isso sem contar que a falta de água acarreta diversos problemas relacionados a higiene e também da conservação do prédio escolar”, aponta Roberto Silva dos Santos, vice-presidente do SINTESE.

Ele avalia que a situação poderia ser resolvida de forma simples com a compra de reservatórios de água pela Secretaria de Estado da Educação, pois segundo os moradores o fornecimento de água no bairro está regular.

Como até agora nada foi resolvido o sindicato solicitou a intervenção do Ministério Público Estadual para que o problema seja sanado o mais breve possível.  O promotor já acionou a Secretaria de Estado da Educação.