Sergipe vai parar na greve geral em defesa da Previdência e dos Direitos Trabalhistas

115

Em todo o Estado, 40 sindicatos já aderiram à greve geral do Dia 28 de Abril

O Brasil promete amanhecer vermelho de luta nesta sexta-feira, dia 28 de abril, para mostrar que a população não vai aceitar passivamente que um Congresso Nacional desmoralizado e um governo federal ilegítimo acabem com a Previdência brasileira e com os direitos trabalhistas.

A indignação de todas as trabalhadoras e trabalhadores brasileiros, estudantes, futuras gerações, aposentados, trabalhadores do campo e da cidade também irá ocupar as ruas de Aracaju, assim como das demais capitais.

Em Sergipe, os protestos devem começar em plena madrugada. E ainda pela manhã, todas as lojas do Centro comercial serão fechadas. Às 14h está marcada a concentração na Pça General Valadão de onde a multidão seguirá em uma grande caminhada de protesto pelas ruas do Centro de Aracaju.

A Frente Brasil Popular emitiu uma nota reforçando que: “A GREVE GERAL vai parar o Brasil! O governo e a elite golpista vão sentir a força dos trabalhadores e trabalhadoras brasileiros!”.

Até agora 40 sindicatos sergipanos votaram a favor da greve geral no dia 28 de abril. Mas o dia de luta será construído com a representação de mais de 100 organizações sindicais. Trabalhadores da SMTT vão cruzar os braços em defesa dos direitos trabalhistas. Portanto, quem insistir em sair de casa vai ficar parado no trânsito o dia inteiro, esperando a multidão de manifestantes passar.

O Tribunal Regional do Trabalho (TRT5) determinou suspensão do expediente na sexta. Numa sessão histórica diversos desembargadores se pronunciaram contra as Reformas Previdenciária e Trabalhista.

Presidente da Central Única dos Trabalhadores (CUT/SE), o professor Rubens Marques alertou à população que não leve seus filhos às escolas, pois o trânsito vai estar parado. “Convidamos todos a se somar neste grande dia de luta, neste grande protesto de dimensão nacional, que vai entrar para a história do Brasil. Os sindicatos CUTistas vão parar, uma das grandes avenidas de Aracaju será trancada. Este protesto vai surpreender… Aracaju em todos os ramos de trabalho vai parar, ou de forma espontânea, ou através de piquetes. Nem tudo podemos antecipar divulgando hoje, pois a cada momento mais um sindicato adere ao movimento que está crescendo como uma onda”.

Para a população que ainda não sabe o motivo do protesto, o presidente da CUT reforça que esta luta é contra o fim do seguro desemprego, da licença maternidade, é para proteger o direito do trabalhador de ter férias e estabilidade no emprego, o direito a um salário digno, de uma maneira geral, é contra o esfacelamento do mercado de trabalho brasileiro e em defesa da Previdência, enquanto direito e patrimônio dos brasileiros.

O professor apontou que toda população será prejudicada de forma drástica. “Se essas reformas forem aprovadas, o brasileiro vai virar aquele consumidor que compra o extremamente necessário para sobreviver, só compra alimento todo mês e roupa de dois em dois anos. A Reforma Trabalhista, a exemplo do que já acontece com trabalhadores terceirizados, prevê um achatamento salarial violento, isso vai refletir no comércio diretamente, em toda economia. Então é importante que todos participem desta luta para barrar um retrocesso sem precedentes… Trabalhador na rua, a luta continua! Não é hora de indecisão, a urgência não permite este luxo. É momento de união para a luta pelos nossos direitos e das gerações futuras”.

Confira a RELAÇÃO atualizada DAS CATEGORIAS CONFIRMADAS NA GREVE GERAL EM SERGIPE

CUT

• Sintese (professores estaduais e municipais)

• Sindipema (professores de Aracaju)

• Sindisan (Deso)

• Sindiprev (Previdência Social)

• Sindetran (servidores do Detran)

• Sindsemp (servidores do Ministério Público)

• Sindijus (servidores do Judiciário)

• Sintsep (servidores federais – Ebserh)

• Sinpaf (Embrapa e Codevasf)

• Sintect (correios)

• Sinergia (eletricitários)

• Sindiscose (servidores de Conselhos e Ordens)

• Sindasse (assistentes sociais)

• Sindinutrise (nutricionistas)

• Sinpsi (psicólogos)

• Sindiserve Socorro (servidores de Socorro)

• Sindiserve Glória (servidores de Glória)

• Sindifrei (servidores de Frei Paulo)

• Sindiserve Divina Pastora (servidores de Divina Pastora)

• Sinditabi (servidores de Itabi)

• Sindseme (servidores de Estância)

• Sintegre (servidores de Monte Alegre)

• Sindserv Poço Verde (servidores de Poço Verde)

• Sindiserve Canindé (servidores de Canindé)

• Sintram (servidores de Malhada dos Bois)

• Sindsluzi (servidores de Santa Luzia do Itanhy)

CTB

• Seeb (bancários)

• Sintrase (servidores do Estado de Sergipe)

• Seese (enfermeiros)

• Sinter (Emdagro)

• Sintracon (construção civil)

• Sintasa (saúde)

FORÇA SINDICAL

• Sintrafa (fisioterapeutas)

• Sindifarma (farmacêuticos)

UGT

• Seca (comerciários)

SEM CENTRAL

• Adufs (professores da UFS)

• Sindifisco (servidores do Fisco)

• Sintufs (técnicos da UFS)

• Sindiodonto (cirurgiões dentistas)

Fonte: Frente Brasil Popular e centrais sindicais

Confira se a sua categoria já confirmou adesão. Se ainda não, procure o seu sindicato ou a central sindical e cobre a participação da sua categoria nessa luta. Lute agora ou morra trabalhando!