Escola em Pirambu alaga novamente em menos de uma semana

189
Devido a alagamento as aulas foram mais uma vez suspensas

Não se passou nenhuma semana e a Escola Municipal Mario Trindade Cruz, em Pirambu, novamente ficou de baixo d’agua. Na última sexta-feira, dia 19 de maio, o SINTESE fez matéria mostrando a situação da Escola, que teve as aulas canceladas, após chuva intensa que atingiu a cidade. Com a forte chuva que caiu em Pirambu, e em várias regiões do estado, na última terça-feira, 23, a escola mais uma vez foi tomada pela água e as aulas novamente foram suspensas.

Devido a alagamento as aulas foram mais uma vez suspensas

Basta chover com um pouco mais de intensidade  que a escola fica completamente alegada e por conta disso, as aulas têm que ser canceladas. Mas esta situação não é novidade, anualmente no período de chuvas estudantes, professores e funcionário da Escola Municipal Mario Trindade Cruz sabem que a unidade de ensino ficará sem funcionar.

“Todos sabem da situação da Escola Mario Trindade porque todo ano é a mesma coisa. E todo ano a prefeitura manda engenheiro, manda arquiteto à escola, mas nada é solucionado. O máximo que acontece é a prefeitura mandar passa uma tinta no prédio e pronto. A comunidade escolar já está farta de tanto fazer denúncia e de receber apenas descaso. Esperamos que desta vez a prefeitura tome medidas permanentes e não apenas paliativas”,  cobra a coordenadora do SINTESE na região do Vale do Cotinguiba, professora Emanuela Pereira.

A prefeitura de Pirambu tem a frente Élio Lima Martins (conhecido pela população como Élinho), que está em seu segundo mandato.

O SINTESE vai encaminhar a denúncia aos órgãos competentes para exigir que o município tome as devidas providências e assegure uma infraestrutura adequada para garantir a permanência dos estudantes na unidade de ensino, conforme preconiza a Lei.