Nota da direção executiva do SINTESE sobre presença de Lula em Sergipe

317

A direção do SINTESE vem a público manifestar sua posição sobre a presença do ex-presidente Lula em nosso estado nos dias 20, 21, e 22 desse mês.

Lula é nordestino, sua essência política vem do movimento sindical, e em um processo histórico dos mais importantes desse país, chegou a ser presidente do Brasil, promovendo avanços sem precedentes na vida do povo brasileiro, bem como colocando o Brasil num cenário de respeitabilidade e prestígio internacional nunca visto;

A presença de Lula aqui é saudada pelos educadores com vigor. Foi no Governo de Lula que foi criado o FUNDEB e a Lei Nacional do Piso Salarial, marcos na educação pública brasileira, como política de fortalecimento da educação básica e de valorização dos profissionais da educação. No tocante ao ensino superior, a ampliação das vagas nas universidades e a sua regionalização; a política de cotas e o incentivo à formação dos educadores a partir de uma nova política de acesso à pós-graduação se constituíram como referenciais em um processo da melhoria da qualidade de vida  e da educação do nosso povo.

Lula está entre nós, seja muito bem-vindo, no entanto para os educadores de Sergipe, e para boa parte do povo sergipano a presença de Jackson Barreto em seu palanque afasta aqueles que defenderam e que defendem a política de educação vitoriosa do governo Lula. Jackson em Sergipe faz o contrário do que Lula fez nacionalmente: Destruiu a Lei do Piso Salarial Nacional criada por Lula; Defende o fechamento de escolas e a redução de matrículas, na contramão da política de avanço e expansão implementada por Lula; e defende a retirada de entidades da sociedade civil do Fórum Estadual de Educação enquanto Lula e Dilma criaram, fortaleceram e deram pluralidade ao Fórum Nacional de Educação. Por fim, a política de Jackson é de desrespeito aos servidores ativos e aposentados, com atraso e parcelamento de salários, e sem abertura alguma de diálogo com as entidades representativas; 

Desta forma, nosso reconhecimento às ações de avanço na educação feita por Lula, nosso irrestrito apoio ao ex-presidente nessa perseguição implacável que as elites e o judiciário desse país exercem contra a maior liderança política do Brasil. No entanto, nesse momento não estaremos presentes, assim como em nota pública emitida pela CUT, em espaços nos quais o governador Jackson Barreto estiver. O nosso apoio fisicamente a Lula dar-se-á no espaço em que ele vai dialogar com a Frente Brasil Popular, no dia 22 de Agosto, onde nos representará a presidência do SINTESE.

Direção Executiva do SINTESE

Aracaju, 21 de agosto de 2017