Professores e estudantes do Colégio Estadual Senador Walter Franco realizam enquete sobre ensino médio em tempo integral

331
Estudantes do Colégio Estadual Senador Walter Franco em ato, no dia 14 de setembro, contra o modelo excludente de ensino médio em tem integral imposto pela SEED

 Estudantes do Colégio Estadual Senador Walter Franco em ato, no dia 14 de setembro, contra o modelo excludente de ensino médio em tem integral imposto pela SEED

Diante da forma autoritária usada pela Secretaria de Estado da Educação de Sergipe (SEED) para transforma a qualquer custo, a partir de 2018, o Colégio Estadual Senador Walter Franco, localizado em Estância, em Centro Experimental de Ensino Médio em Tempo Integral, professores, estudantes e funcionários da unidade de ensino mais uma vez se mobilizam para mostra que a comunidade escolar não concorda com o modelo excludente de tempo integral imposto pela SEED.

Para comprovar tal reprovação, será aplicado aplicado, junto a toda a comunidade escolar, uma enquete para saber a opinião da maioria sobre a questão.

O questionário é formado por seis perguntas.  As cinco primeiras buscam saber do entrevistado se a direção do Colégio explicou, de forma detalhado para todos, do que se trata o programa de tempo integral proposto pela SEED; se a direção do Colégio escutou a opinião de todos sobre a adesão ou não ao programa; se a direção do colégio deixou claro aos estudantes que caso eles se matriculem em tempo integral não poderão exercer outra atividades, a exemplo de estágios e ajuda aos familiares, no turno contrário, como boa parte faz atualmente.

O questionário pergunta também se  a comunidade escolar viu ser feita alguma reforma que traga condições para a permanência continua no Colégio nos turma da manhã e tarde. Tais como: ampliação de banheiros, ampliação de refeitório, criação de espaço para descanso entre um turno e outro, instalação de armários para os estudantes guardarem seus pertences, etc.

O questionário é finalizado com a seguinte pergunta: “Você é a favor ou contra a implementação do programa Escola em Tempo Integral da forma que está sendo feita?”

“A ideia do questionário é justamente fazer o contrário do que a Secretaria de Estado da Educação, juntamente com a direção do Colégio fizeram. Queremos consultar os maiores interessados: professores, estudantes, pais e funcionários. Em momento algum, em todo este processo, a comunidade escolar do Walter Franco foi esclarecida sobre o programa de ensino médio em tempo integral, muito menos ouvida sobre o pensa a respeito. A enquete é uma prova que a forma como a SEED agiu é autoritária”, coloca o militante sindical e professor do Colégio Estadual Walter Franco, Rubens Marques, conhecido como professor Dudu.

Aplicação da enquete e resultado

Professores, estudantes e funcionários do Colégio Estadual Senador Walter Franco começarão a aplicar o questionário no dia 26 de setembro. Para divulgar o resultado da enquete será feita uma plenária no próprio Colégio, com a participação da comunidade escolar. Além disso, o resultado será divulgado também nos meios de comunicação e nas redes sociais.

A partir do resultado, professores, estudantes e funcionários do Colégio Estadual Senador Walter Franco, que são contrários a forma autoritária e excludente como a SEED quer  implantar o ensino médio em tempo integral na unidade de ensino, esperam que a enquete sirva de instrumento para construir uma amplo debate junta a comunidade escolar e para exigir da SEED que respeite o resultado democrático.

“Ou a Secretaria de Estado da Educação recua ou assume de uma vez por todas que está implantando o ensino médio em tempo integral, no Colégio Estadual Senador Walter Franco, sem respeitar qualquer princípio democrático”, defende o professor Dudu.

Ato

No último dia 14 de setembro professores, estudantes, mães e funcionário do Colégio Estadual Senador Walter Franco fizeram um ato em frente ao Colégio para protestar contra a forma arbitraria e denunciar o processo ilegítimo feito pelo diretor da Unidade de Ensino, Oálassi Santana Amorim, a fim de transformar o Colégio em Centro Experimental de Ensino Médio em Tempo Integral.

Uma semana antes do ato, a comunidade escolar do Walter Franco foi surpreendida com a notícia de que a escola, a partir de 2018, se tornará de ensino médio em tempo integral. A decisão foi tomada em uma reunião a portas fechadas, convocada do dia para noite pelo diretor do Colégio, sem qualquer consulta a comunidade escolar, de forma completamente antidemocrática.    

Leia aqui matéria sobre o ato