Estudantes de escola em Poço Redondo clamam por socorro

328
Há carência desde material didático até produtos de limpeza na escola localiozada no povoado Sítios Novos em Poço Redondo

Há carência desde material didático até produtos de limpeza na escola localiozada no povoado Sítios Novos em Poço Redondo

Os estudantes da Escola Estadual Josefa Marques no povoado Sítios Novos em Poço Redondo denunciam a péssima situação em que se encontra a unidade de ensino.

Falta alimentação escolar, material didático, livros didáticos e até papel para as atividades. A situação é tão precária que os estudantes levam produtos de limpeza e higiene para ajudar na manutenção da escola.

“A mais de 20 dias que a alimentação escolar digna não chega e isso afeta a aprendizagem. E a falta de transporte escolar também é grave, sem ônibus os estudantes estão sendo obrigados a caminhar quilômetros. Isso sem contar que eles mesmos estão fazendo a limpeza da escola por falta de funcionários”, aponta Hugo Hudsney, da coordenação da subsede Alto Sertão do SINTESE. O professor conferiu in loco a situação da unidade de ensino.

Não há executores de serviços básicos e nem vigilantes. A falta destes últimos deixa o estabelecimento de ensino vulnerável a ações criminosas.

A estrutura física também deixa a desejar, a fossa está estourada e consequentemente o mau cheiro toma conta de todo o ambiente escolar.

Esse foi o arranjo feito para que os estudantes não caiam na fossa estourada

“O descaso com que a gestão de Jorge Carvalho na Secretaria de Estado da Educação e, consequemente o governo Jackson Barreto tem tratado esta e outras unidades de ensino de vários povoados no Sertão é inadmissível. Estudantes, professores e funcionários acabam sendo submetidos a condições desumanas”, disse Hugo.

O sindicato irá denunciar a situação da escola Josefa Marques ao Ministério Público (estadual e federal) e também ao Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE).