SINTESE realiza encontro para combater o autoritarismo da SEED

89

O objetivo do evento é discutir o ofício circular 02/2008 que o Departamento de Educação enviou informado que as escolas devem adotar as disciplinas Filosofia e Sociologia no Ensino Médio. No próximo sábado, dia 29, na Biblioteca Epifânio Dória, o SINTESE realiza encontro que reunirá professores de História e Geografia da rede estadual. O objetivo do evento é discutir o ofício circular 02/2008 que o Departamento de Educação enviou informado que as escolas devem adotar as disciplinas Filosofia e Sociologia no Ensino Médio. De acordo com o ofício as disciplinas que terão aulas reduzidas para introdução das novas serão História e Geografia.

A questão não é a adoção das disciplinas, mas sim a forma como a Secretaria de Estado da Educação – SEED conduziu o processo. A SEED desconsiderou a autonomia das escolas em estabelecer a forma de implantação das matrizes curriculares e de forma autoritária quer a introdução das disciplinas. “Isso demonstra que a secretaria ainda age de forma autoritária e não respeita as singularidades das escolas da rede estadual”, disse o diretor de Comunicação do SINTESE, Roberto Silva Santos.

No Ofício Circular a diretora do órgão, Maria Izabel Ladeira Silva, informa que as escolas devem adotar as disciplinas Filosofia e Sociologia no Ensino Médio, com base na Resolução 397/2007 do Conselho Estadual de Educação. Entre as medidas estão: incluir a disciplina Filosofia no primeiro ano do Programa Educação de Jovens e Adultos do Ensino Médio; redução de 03 (três) para uma aula de História e elas serão repassadas para Filosofia; a disciplina Sociologia será incluída a partir do segundo ano.

Para o sindicato o caminho escolhido pelo DED para implantar as disciplinas desrespeitou a autonomia das escolas, pois cada uma deve escolher a forma de como incluir cada matéria em seu plano político-pedagógico. “O texto da resolução deixa claro que cada instituição de ensino deve escolher a forma de incluir as disciplinas em seu currículo. A diretora do DED cometeu um equívoco ao ignorar isso”, disse o presidente do SINTESE, Joel Almeida. O sindicato enviou ofício ao Conselho Estadual de Educação exigindo providências contra essa ação da SEED.

A inclusão de novas matrizes curriculares nas escolas é um assunto que deve ser debatido com profundidade. Atualmente novas disciplinas são incluídas em detrimento de outras. As mais prejudicadas têm sido História e Geografia, o SINTESE vê com preocupação a diminuição expressiva da carga horária destas disciplinas no ensino médio da rede estadual. “Não há um planejamento da SEED ao inserir novas matérias no currículo do ensino médio e isto é preocupante”, finalizou o diretor de Comunicação do SINTESE, Roberto Silva.