Governo reconhece arrocho e SINTESE cobra proposta imediata

74
Foto: Victor Ribeiro Ascom/Seplag

Foto: Victor Ribeiro  Ascom/Seplag

O governador Belivaldo Chagas reconheceu, em audiência com o SINTESE na última segunda, 18, a dívida que o Governo de Sergipe tem com o magistério da rede estadual e autorizou estudos de impacto financeiro para que uma proposta seja apresentada. Para o SINTESE a negociação da retomada da carreira é uma decisão político-administrativa do governo, pois não há impedimentos legais.

Na audiência, que contou com a presença dos secretários da Educação, Planejamento, Orçamento e Gestão e Comunicação e do supervisor técnico do DIESSE, Luis Moura, o sindicato reiterou que é fundamental que o Governo de Sergipe apresente uma proposta concreta que inicie a recuperação da carreira do magistério da rede estadual, pois a situação de empobrecimento dos docentes da rede estadual a cada ano fica mais profunda.

A partir das colocações do sindicato, o governador Belivaldo Chagas solicitou que as secretarias da Educação e de Planejamento, Orçamento e Gestão construam uma proposta de recuperação da carreira para ser apresentada ao SINTESE.

Isto posto ficou definido que nesta terça, 19, acontece reunião na Secretaria de Planejamento, Orçamento e Gestão – Seplag com o sindicato e técnicos da Secretaria de Estado da Educação – SEED e da Seplag para estudos dos impactos financeiros da retomada da carreira, com a perspectiva de uma nova reunião com o governador na quarta, dia 20.

Assembleia

O SINTESE solicita que os professores e professoras da rede estadual fiquem atentos. Desde a penúltima assembleia que a categoria decidiu pelo estado de assembleia permanente, por isso a partir de qualquer proposta apresentada pelo Governo do Estado o sindicato irá convocar assembleia.