Base Nacional Comum Curricular é tema principal da XIV Conferência Estadual de Educação

109


O evento realizado pelo SINTESE acontece de 12 a 14 de setembro no Iate Clube de Aracaju

“A resistência do magistério público diante do golpe: BNCC e Padronização Curricular” é o tema da XIV Conferência Estadual de Educação realizada pelo SINTESE. O evento será realizado entre os dias 12 e 14 de setembro no Iate Clube de Aracaju.

A conferência é um espaço democrático e coletivo em que professoras e professores filiados ao SINTESE e estudantes de licenciaturas poderão trocar experiências, além de debater e refletir a cerca dos rumos da educação no Estado de Sergipe e no Brasil.

Professores e professoras das redes estadual e municipais filiados ao SINTESE podem participar da conferência. O evento também está aberto aos estudantes de licenciatura. As inscrições podem ser feitas no site do SINTESE www.sintese.org.br e também nas subsedes do sindicato nas cidades de: Nossa Senhora da Glória, Japaratuba, Estância, Lagarto, Neópolis, Propriá e Itabaiana.

Para o sindicato, discutir a Base Nacional Comum Curricular – BNCC é fundamental para o magistério, pois a da forma em que está posta padroniza, retira a possibilidade da diversidade, não assegura a autonomia da professora e do professor e desrespeita sua construção pedagógica.

Credenciamento

O credenciamento começa nesta segunda, dia 10, na sede do SINTESE e prossegue no dia 11 nos horários das 8h às 18. No dia 12, a retirada dos materiais será feita no Iate Clube de Aracaju das 8h às 18h.

Programação:

12/ 09 – 19h

“A Conjuntura Internacional, Nacional e Estadual em Tempos de Golpe”

Jandyra Uhera – Secretária Política Social e Direitos Humanos da CUT Brasil

Rubens Marques – Presidente da CUT/SE

Dia 13 – 8h às 12h / 14h às 17h

Oficinas pedagógicas de cada componente currricular serão realizadas no prédio da Universidade Tiradentes localizado na rua Simão Dias

Dia 14 – 8h

“Privatização e Contrarreformas da Educação Básica: América Latina em debate e o Brasil como Estudo de Caso”

Prof. Dr. André Martins – Universidade Federal de Juiz de Fora

Profa. Dra. Gabrilha Bonilha – IEAL

Dia 14 – 14h

“A resistência ao desmonte da educação e os caminhos para a construção de currículos”.

Prof. Dr. Fernando Seffner (UFRGS)

Profª. Drª. Carolina Nozella (UFAL)

Profª. Drª. Mariza Rios (Escola Superior Dom Hélder Câmara – MG)

 

Confira quais serão as Oficinas Pedagógicas

oficinaspedagogicas xivconferencia