Pacatuba: Faltam professores e estrutura física adequada na escola de tempo integral

114
PACATUBA 31 5 2019

Os estudantes do 1º ano do Ensino Médio Colégio Estadual Leandro Maciel em PACATUBA 31 5 2019Pacatuba estão sem aulas de Artes, Biologia, Filosofia, Física, Inglês, Sociologia. Já os do 2º ano estão também sem aula de Matemática. Todas as turmas são de Ensino em Tempo Integral.

A situação chegou a tal ponto que no último dia 29, os estudantes, pais e responsáveis realizam um protesto exigindo providências da Secretaria de Estado da Educação, do Esporte e da Cultura (SEDUC). VEJA O VÍDEO

 

 

Improviso

O que foi feito até o momento para suprir essa falta foram improvisações, professores de Química assumiram aulas de Física, docentes que ministram aula em tempo parcial (a escola também funciona com turmas em tempo parcial) assumiram as aulas do tempo integral. Mesmo com esses “ajustes” os estudantes estão sem aula de Biologia.

Estrutura precária

A alimentação fornecida é insuficiente e há apenas uma merendeira (contratada) para cuidar da alimentação dos 472 estudantes do ensino parcial e integral dos três turnos (dados fornecidos pelo site da Secretaria de Estado da Educação).

A estrutura também deixa a desejar. Os banheiros não têm chuveiro, não há biblioteca, sala de professores, quadra poliesportiva e muito menos um laboratório. A cozinha é pequena e também não há refeitório. As refeições são feitas no pátio da escola.

Por esses e outros problemas que o SINTESE fez e faz críticas desde a adoção, pela Secretaria de Educação, do Ensino Médio em Tempo Integral sem um diagnóstico e também sem equipar as escolas para tal.

“Não só por uma questão de direito à Educação, mas também buscando evitar estes problemas que denunciamos que a maioria absoluta das escolas da rede estadual não tem condições estruturais para funcionar com ensino em tempo integral”, aponta o professor Amilton Júnior, diretor do Departamento de Base Estadual do SINTESE.