SINTESE EM AÇÃO 01 – Um governo em vertigem –

119

Nossa opinião/editorial programa Sintese em Ação 27 de julho de 2019

Parece que o presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, sofre de uma doença popularmente chamada de “labirintite”. A labirintite é uma doença que pode acometer tanto o equilíbrio quanto a parte auditiva. A linha de raciocínio que nos leva a essa afirmação tem muitas variáveis. Vamos ponderar algumas delas:

A labirintite afeta o equilíbrio. Vocês já viram pessoa mais desequilibrada do que o “nosso” presidente, que pretende colocar o seu filho como representante do Brasil nos Estados Unidos, alegando que ele tem potencial por já ter fritado hambúrguer em Nova Iorque?

Que pessoa equilibrada indicaria um colombiano, defensor da ditadura, como ministro da educação do Brasil? Um paranóico anticomunista, antipetista e defensor da ditadura e que dizia que o golpe militar de 1964 deveria ser comemorado.

Que pessoa equilibrada retiraria esse mesmo ministro para colocar em seu lugar um ministro pior ainda chamado Weintraubi, que pretende acabar com o ensino público brasileiro? Que prega aos quatro ventos que professor brasileiro ganha mais do que merece e que o nordestino não precisa aprender filosofia nem sociologia, apenas agronomia.

Isso sem contar na nomeação de Damares para o ministério da mulher, família e direitos humanos,uma ministra que defende que a mulher seja submissa ao homem. Que acredita que menina só deve vestir rosa e menino vestir azul. Que jura ter visto Jesus Cristo trepado em uma goiabeira. Que acredita que calcinha impede estupro.

Outro fator que comprova a labirintite de Bolsonaro é que a doença afeta os órgãos responsáveis pela audição e Bolsonaro tem problema em ouvir. Não ouve seus ministros, não ouve seus conselheiros e o que é pior, não consegue ouvir o som que vem das ruas do país inteiro pedindo ao “nosso” comandante em chefe mais respeito para com a nossa nação e o povo brasileiro.

Por fim, a labirintite também causa vertigem. vertigem vem do latim “vertere”, e quer dizer rodar. A definição clássica de vertigem é a alucinação do movimento. Bolsonaro pensa que está indo para um lado, quando na realidade está indo para outro. O indivíduo com labirintite tem a sensação de pisar no vazio, a impressão de que vai cair. E pelo nosso ponto de vista, esse é o sintoma principal, Bolsonaro sabe que pode cair a qualquer momento. Mas, nesse caso, não será por causa da doença, vai ser efeito da força do povo brasileiro nas ruas.