SINTESE EM AÇÃO 10 – REGIÃO CENTRO SUL – Conferência estadual de educação, já!

169

O envio de dois projetos de lei para assembleia legislativa pelo governador Belivaldo visa permitir a premiação ou a punição como medida para atender os interesses econômicos das empresas privadas que comandam a gestão pedagógica da secretaria de educação.

O que o governo Belivaldo chama de avaliação não respeita aos princípios definidos no plano estadual de educação que determina a existência da avaliação do sistema estadual de educação para diagnosticar os problemas e buscar formas de aprimoramento através de políticas públicas.

O Sintese defende e acredita num sistema de avaliação que avalie o conjunto do sistema estadual de educação e não apenas os professores com objetivo de punição como quer o governo Belivaldo com esses projetos de lei. Defendemos uma avaliação que respeite a realidade escolar. Não podemos avaliar desiguais como se iguais fossem.

Defendermos que o governo Belivaldo, atendendo o que determina o artigo 214 da constituição do estado de Sergipe que determina a obrigação dos gestores ouvir a sociedade na elaboração das políticas públicas, convoque a conferência estadual de educação, que está no seu plano de governo, para ouvir e consultar os diversos segmentos da sociedade na definição das políticas públicas, inclusive nos critérios de avaliação do sistema estadual de educação.

Se o governador quer ser democrático deve ouvir a sociedade. O Sintese recomenda ao senhor governador, que haja republicanamente e não em nome de interesses particulares e econômicos das empresas que atuam dentro da secretaria de educação. Convoque a conferência estadual de educação para discutir estes e outros projetos com toda a sociedade.

Sintese: somos muitos. Somos fortes.