Reforma da Previdência de Belivaldo é desnecessária e massacra servidores estaduais

67

assembleia16dez19

Hoje à tarde, segunda-feira (16/12), a partir das 15h, tem assembleia geral extraordinária unificada dos servidores públicos estaduais nas Galerias da Assembleia Legislativa de Sergipe (ALESE). O indicativo é de greve a partir do dia 19 de dezembro para barrar a Reforma da Previdência de Belivaldo.

No turno da manhã, as centrais sindicais de Sergipe receberam a imprensa na sede da CUT, em Aracaju, e apresentaram esclarecimentos importantes sobre a Reforma da Previdência Estadual, protocolada na Assembleia Legislativa de Sergipe pelo governador Belivaldo Chagas como Proposta de Emenda à Constituição do Estado (PEC 76/2019).

5 Pontos importantes sobre a Reforma da Previdência Estadual (PEC 76/2019)

1. Do mesmo jeito que Bolsonaro atingiu a aposentadoria dos trabalhadores e trabalhadoras que dependem do INSS para se aposentar, Belivaldo quer massacrar os servidores estaduais que estão há 7 anos sem reajuste com a Reforma da Previdência Estadual (PEC 76/2019);

2. A PEC da Reforma da Previdência NÃO TRAZ REGRA DE TRANSIÇÃO. Sendo aprovada do jeito que está, mesmo que só falte 1 dia para se aposentar é isso que vai acontecer:
*MULHERES VÃO TRABALHAR + 7 ANOS
*HOMENS VÃO TRABALHAR + 5 ANOS.

3. O governo do Estado não precisava enviar à ALESE a PEC da Reforma da Previdência Estadual com tanta pressa. Pois os estados têm até julho de 2020 para fazer alguma mudança. Belivaldo podia ter feito como o Maranhão que, de forma democrática, chamou os servidores antes de fazer qualquer alteração.

4. A PEC 76/2019 não prevê cálculo atuarial, PORTANTO É UM TIRO NO ESCURO, serve apenas para prejudicar os servidores aumentando a idade de aposentadoria.

5. ACABA COM A PARIDADE para quem entrou no Estado até dezembro de 2003, ou seja, todos os aposentados atuais e servidores da ativa. Com isso, o governo poderá conceder aumento para quem está na ativa e os aposentados ficarão excluídos deste reajuste, empobrecendo gradativamente.
É hora de se unir para derrotar a Reforma da Previdência de Belivaldo (PEC 76/2019)!
Participe desta luta!

Participe desta luta!
Depois não vai adiantar chorar pelo leite derramado!