Centrais Sindicais chamam COLETIVA: por proteção do trabalhador contra CORONA VÍRUS

Movimento sindical convoca COLETIVA DE IMPRENSA, na manhã desta quarta-feira, a partir das 7h30, na sede da Central Única dos Trabalhadores (CUT/SE), em Aracaju, localizada na Rua Porto da Folha, nº 1039.

609

Diante do cenário internacional de pandemia mundial provocada pelo Corona Vírus, que já vitimou mais de 6 mil pessoas, as manifestações de massa que iriam acontecer na próxima quarta-feira, dia 18 de março, foram canceladas. No entanto, o movimento sindical convoca COLETIVA DE IMPRENSA, na manhã desta quarta-feira, a partir das 7h30, na sede da Central Única dos Trabalhadores (CUT/SE), em Aracaju, localizada na Rua Porto da Folha, nº 1039.

O presidente da CUT/SE e vice-presidente do SINTESE Roberto Silva, anuncia que nesta coletiva de imprensa o movimento sindical irá divulgar as medidas urgentes que o movimento sindical defende para a proteção aos trabalhadores contra o Corona Vírus e para que esta pandemia mundial não se espalhe descontroladamente no Brasil, fazendo milhares de vítimas, a exemplo do que já ocorre em outros países.

Por não apresentar riscos à saúde da população, a greve nacional do dia 18 de março foi mantida para protestar contra o Governo Bolsonaro que, até o presente momento, atacou a saúde pública com redução de recursos, assim como vem atacando todas as áreas do serviço público no Brasil com projetos e leis prejudiciais à maioria absoluta da população.


Governo Irresponsável
Ao invés de agir com rapidez para impedir o avanço do Corona Vírus, a equipe irresponsável do Governo Bolsonaro tem afirmado que vai ‘aproveitar’ o momento da pandemia para aprovar no Congresso Nacional as reformas que destroem o serviço público e que atingem, inclusive a saúde pública.O GOVERNO Bolsonaro não tem limites para retirar direitos. Como se não bastasse chamar os servidores públicos de ‘parasitas’, Bolsonaro, Mourão e Paulo Guedes querem acabar com o patrimônio nacional vendendo a Petrobras, os Correios, a Caixa Econômica Federal, o Banco do Brasil, a Casa da Moeda…

Com a mesma política de Bolsonaro, Belivaldo implantou a Reforma da Previdência Estadual. Não deixaremos que juntos, eles privatizem o saneamento e a Saúde de Sergipe. A água e o petróleo são nossos! A Deso e a Petrobrás são nossas.

Motivos da Greve Nacional do dia 18 de Março
• Cortes nos investimentos na saúde pública, prejudicando o atendimento à população;

• Cortes nos investimentos em educação pública, desde o ensino básico ao superior;

• Reforma da Previdência de Bolsonaro e Belivaldo que sacrifica os trabalhadores tornando a aposentadoria um sonho distante, quase inalcançável e prejudicando aposentados e pensionistas;

• Pela aprovação do novo Fundeb e contra os cortes nos investimentos que irão comprometer o futuro dos(as) filhos(as) dos trabalhadores que tem a escola pública como instituição fundamental para suas vidas;

• Contra as privatizações que ameaçam nossa soberania e deixarão a população sem assistência em saneamento, distribuição de água, sem saúde pública, sem educação, sem políticas sociais.

O quê?
COLETIVA DE IMPRENSA das Centrais sindicais

Assunto
Proteção das trabalhadoras e trabalhadores brasileiros contra CORONA VÍRUS

Quando?
Quarta-feira, dia 18 de março, às 7h30 da manhã

Onde
Sede da CUT, localizada na Rua Porto da Folha, nº 1039, Bairro: Getúlio Vargas, Aracaju/Se#18MARÇO