SINTESE se solidariza com professor de Itabaianinha e repudia ação de secretário

892

O Sindicato dos Trabalhadores em Educação Básica da Rede Oficial do Estado de Sergipe, entidade representativa dos professores da rede estadual e de 74 das 75 redes municipais públicas sergipanas se solidariza com o professor Zeca Prado da rede municipal de Itabaianinha e ao mesmo tempo repudia veementemente a ação do secretário municipal de Educação Thiago Carvalho.

O professor dentro do seu direito como cidadão e trabalhador exigiu, em postagem nas redes sociais, o cumprimento da lei federal 11.738/2008 que estabelece reajustes anuais para o vencimento inicial do magistério, e também melhorias para a Educação, além de colocar seu posicionamento sobre a atual administração.

A postagem do professor circulou em diversos grupos de whatsapp locais e, para surpresa de qualquer pessoa que entende quais são as responsabilidades de um gestor público, o secretário municipal de Educação, Thiago Carvalho ao invés de responder os motivos pelos quais o município não cumpre a lei do piso, respondeu que o problema do professor era falta de sexo (a expressão utilizada no grupo foi de baixo escalão). A resposta, independentemente de qualquer situação, ser inapropriada, ainda demonstra explicitamente homofobia, pois o professor Zeca Prado é homossexual.

A administração de Itabaianinha tem sido uma das que mais massacram com o magistério. Há duas semanas, foi publicado decreto cortando as gratificações (regência de classe, gratificação de coordenação, direção e dedicação exclusiva dos professores). O reajuste do piso, cobrado pelo professor Zeca Prado, não foi efetivado nos anos de 2017, 2018, 2020 e um passivo trabalhista do piso 2012 de 6,22%.

Ao invés de respeitar os educadores e buscar o cumprimento da lei, o secretário de Educação prefere, através de atitudes homofóbicas, desrespeitar professores. Esperamos que o secretário se retrate e busque a valorização do magistério e a consequente melhoria da Educação do município.

Direção Executiva do SINTESE
Aracaju, 30 de abril de 2020