Sintese, Sindipema e Uses publicam nota conjunta sobre aulas remotas nas escolas públicas de Sergipe

9
Baixe, leia e compartilhe a nota completa clicando no link no final do texto

O Sintese, que representa professoras e professores da rede estadual e de 74 redes municipais, Sindipema, representante dos docentes das escolas municipais de Aracaju e a Uses – União Sergipana dos Estudantes Secundários de Sergipe divulgam nota conjunta com o posicionamento das três entidades sobre a adoção de aulas remotas pelas escolas públicas sergipanas.

“Defendemos que para adoção de aulas remotas devem considerar as normativas infraconstitucionais definidas pelos Conselhos Nacional, Estadual e Municipais de Educação, bem como da Nota Técnica do Ministério Público Estadual (2020). Todas as normativas orientam a elaboração de um diagnóstico sobre a situação socioeconômica dos estudantes, de modo a averiguar as condições de acesso à internet e equipamentos como celular, computador ou tablet, bem como as condições para professores com formação para elaboração e utilização das aulas remotas com os estudantes. Porém, o modo pelo qual as Secretarias Estadual e Municipais de Educação, vem implementando o ensino remoto descumpre, frontalmente, as referidas normativas”, diz um trecho do texto.

Sintese, Sindipema e Uses cobram dos gestores públicos que apresentem diagnósticos sobre o acesso dos estudantes a estas aulas e também quais as condições materiais e de formação que os docentes estão recebendo para prepará-las, pois continuando da forma em que está sendo feita as desigualdades educacionais se aprofundarão ainda mais em meio a esta crise sanitária.

Baixe, leia e compartilhe a nota completa clicando AQUI