Nota de repúdio ao prefeito de Pirambu Élio Martins

46

Os professores e professoras das escolas municipais de Pirambu, representados por seu sindicato, o SINTESE, vem a público repudiar as ações do prefeito de Pirambu, Élio Martins, que de uma forma desrespeitosa com os professores, além de não ter reajustado o piso do magistério conforme Lei Federal 11.738/2008, determinou a suspensão do pagamento da regência de classe.

A administração não possui justificativas plausíveis, tranca as portas para o diálogo e fecha os olhos para o sofrimento que está causando aos professores, pois são dois meses que esses profissionais do magistério sofrem com cortes em seu salário, em um tempo de tantos medos e incertezas.

Sabemos que nada justifica essas atitudes, que houve uma queda em alguns recursos, mas o município tem recebido compensações através do Programa de Auxílio aos Estados e Municípios, sendo assim, não há impedimento para o cumprimento da Lei do Piso, nem tampouco existe justificativa para o corte da regência de classe, visto que tais direitos foram frutos de décadas de duras lutas travadas pelos professores.

Prefeito Élio, somos educadores e sabemos as mazelas da nossa Educação Pública. É a população de Pirambu que sofre com os seus desmandos, pois nossas escolas estão sucateadas, nossos alunos não estão recebendo sequer os kits de alimentação escolar (que é obrigação da prefeitura por lei), nesse período de muita carência pelo qual passam.

Prefeito, respeite àqueles que formam cidadãos capazes transformar para melhor a nossa sociedade. Afinal de contas, se a sua gestão não se preocupa com a Educação que dirá todo o resto. Se não respeita os professores da sua cidade, que dirá os demais profissionais e a comunidade que o elegeu.

Continuaremos exercendo nosso trabalho de educar os filhos e filhas do povo de Pirambu, mas a prefeitura de tem que cumprir a sua parte de garantir melhores condições de trabalho aos professores. O povo não merece escolas que alagam quando chove e viram saunas no verão.

Outra obrigação da prefeitura é cumprir os direitos dos professores e professoras estabelecidos por lei, que é o reajuste do piso, assim como a regência de classe, dentre tantas outras conquistas alcançadas a duras lutas travadas.  É fundamental que o profissional que representa o papel mais importante na construção de uma sociedade justa e com condições iguais para todos seja respeitado.