Nota de Repúdio aos Vereadores de Pirambu

150

Os professores de Pirambu através do SINTESE, vem a público, nesta ocasião, repudiar com veemência, a estagnação de Vossas Senhorias quando não apoiam essa classe que é um dos pilares no caminho de uma sociedade justa e igualitária.

É notório o desrespeito com que a gestão do prefeito Élio Martins trata o magistério pirambuense, seja quando não respeita a lei do piso do magistério e não aplica o reajuste do ano de 2020, seja quando em momento tão difícil corta a regência de classe, reduzindo os salários dos professores e professoras.

O desrespeito também se estende aos que precisam do ensino público municipal. As escolas do nosso município estão abandonadas, ao ponto de alagarem no inverno e se transformarem em saunas no verão.

Como é característico, buscamos sempre o diálogo e o bom entendimento. Nós como educadores levamos muito a sério o nosso papel, os nossos deveres, o nosso compromisso com a educação dos nossos estudantes, e já enfrentamos muitas dificuldades no nosso cotidiano na busca por uma educação de qualidade.

Recorremos a Vossas Senhorias por várias vezes, porém, por conta da falta efetiva de atitude por parte dos parlamentares municipais não estamos avançando em nenhum tipo de diálogo com o gestor, e a nossa situação se agrava cada dia a mais.

Repudiamos senhores, o sofrimento material e psicológico que toda essa situação está nos causando, pois, o reajuste do piso não é favor do gestor, ou bondade em forma de benefício, o Piso do Magistério, bem como a nossa Regência de Classe são direitos e significam uma reparação histórica das disparidades salariais alimentadas por décadas nesse país.