Canindé: vigília do magistério exige pagamento de dívidas trabalhistas

38

Professoras e professores de Canindé de São Francisco realizaram a manhã desta quinta, 17, vigília na Secretaria de Finanças. Eles cobraram pagamento das dívidas que a gestão tem com o magistério de Canindé.

Após horas de vigília, o secretário municipal de Finanças, garantiu que os 50% do salário de agosto será pago nesta sexta, dia 18. Sobre as demais dívidas disse que não poderia apresentar alguma proposta devido a cassação do prefeito Ednaldo da Farmácia.

Nessa perspectiva, a presidente do SINTESE, professora Ivonete Cruz entrou em contato com o promotor de Justiça Emerson Oliveira de Andrade buscando uma intermediação do Ministério Público.

O promotor se comprometeu a marcar audiência entre o SINTESE e a administração de Canindé de São Francisco assim que for indicado o interventor do município para buscar saídas para o pagamento da dívida com os educadores e educadoras.

Dívida da prefeitura de Canindé de São Francisco com o magistério

  • 50% do salário do mês de agosto;
  • 4 parcelas do 13° Salário 2018 que foi dividido em 8x a ser pago entre setembro e dezembro de 2020;
  • Reajuste do Piso salarial de 2020;
  • Férias de 2019
  • Retroativos dos reajustes do piso no período de 2016 a 2020.