Itabaiana: professoras e professores contratados fazem ato no MP

193

Com o objetivo de sensibilizar a procuradoria de Educação para que o órgão fiscalizador intermedeie com o prefeito a retomada dos contratos e consequentemente o pagamento dos salários, professoras e professores contratados fizeram ato em frente ao Ministério Público em Itabaiana.

Por conta da pandemia os contratos foram suspensos no mês de abril e desde então o SINTESE tem buscado com administração a retomada destes trabalhadores e dos pagamentos.

Por conta de terem vínculo empregatício, os educadores e educadoras não estavam aptos a solicitarem ao auxílio emergencial.

“A situação dos nossos companheiros é muito difícil. Alguns até com dificuldades para alimentar suas famílias. Já estamos em outubro e a gestão municipal de Itabaiana não se sensibiliza. Por isso viemos ao Ministério Público”, explica a professora Rita de Cássia Santos, coordenadora geral da subsede Agreste do SINTESE.

Rita de Cássia dos Santos, coordenadora geral da subsede Agreste do SINTESE