Coletiva de imprensa: Projetos de Lei aprofundam massacre a aposentados e o desmonte da carreira do magistério

429

Como se fosse pouco tudo que vivemos em 2020, diante da pandemia de Covid-19, no apagar das luzes deste fatídico ano, o Governo Belivaldo Chagas tem a coragem de seguir com seu massacre contra aposentados e pensionistas e aprofundar o desmonte da carreira do magistério. Desta vez o pacote de maldades de Belivado vem na forma do Projeto de Lei 258/2020, encaminhado à Assembleia Legislativa de Sergipe (Alese).

O Projeto de Lei 258/2020 (PL 258/2020) trata sobre o Orçamento do Estado de Sergipe para o Exercício de 2021, estimando a Receita e fixando a Despesa, e dá providências correlatas. Neleo Governo de Sergipe coloca que pretende reduzir recursos para custear a folha de pagamento do magistério público estadual. Além disso, o PL deixa escancarado o fato do Governo do Estado empurrar a conta do déficit da Previdência Própria para os servidores públicos estaduais.

Outra preocupação do SINTESE está na Projeto de Lei Complementar nº 06/2020, que tramita na Cassa Legislativa. Tal PL ameaça o direito a paridade para aposentados e pensionistas.

Para denunciar o ataque cruel do Governo Belivaldo Chagas, o SINTESE convida toda a imprensa sergipana a estar presente em coletiva de imprensa, na próxima quarta-feira, dia 2, na Central Única dos Trabalhadores (CUT), das 7h às 9h.

Para combater e resistir a mais um pacote de maldades, o SINTESE convoca professores e professoras para vigília na próxima quinta-feira, dia 3, em frete a Assembleia Legislativa de Sergipe (Alese), às 8h.

É importante ressaltar que, durante a coletiva de imprensa e o ato público em frente a Alese, todos os cuidados necessários para evitar o contágio pela Covid-19 serão tomados. Ambas as ações estão sendo pensadas de forma a garantir segurança a todos e todas que delas participarem.

O SINTESE convida a população sergipana a acompanhar a  coletiva de imprensa de maneira virtual pelas páginas no Facebook do SINTESE (https://www.facebook.com/sintesesergipe) e da CUT Sergipe (https://www.facebook.com/cutsergipe.br)