Redutor: SINTESE aguarda justiça transferir os valores para a conta do sindicato

558

O sindicato ainda aguarda que a justiça faça a transferência dos valores relativos ao pagamento do “segundo lote” do redutor para a conta da entidade.

Como informamos em matéria publicada no dia 22 de dezembro, o pagamento dos valores devidos aos professores e professoras não foram feitos em dezembro do ano passado por conta da burocracia judicial.

Com o reinício das atividades do Judiciário em 2021, a expectativa do sindicato é que o depósito seja feito o mais rápido possível para, consequentemente, fazer o pagamento do que os professores e professoras têm direito.

Não houve divulgação de lista de beneficiários do processo

O sindicato informa que não houve divulgação de lista com os beneficiários do processo com o intuito de proteger professoras e professores de possíveis golpes, por isso, se receber algum arquivo sobre listas, não confie.

Assim que os recursos estiverem disponíveis nas contas do sindicato o procedimento para o pagamento será divulgado em nossos canais oficiais (site e perfis no Instagram, Facebook e Twitter).

Em nenhuma hipótese o SINTESE fará solicitação de dados via SMS ou mensagens no Whatsapp.

Se receber alguma mensagem do tipo, denuncie. Todo o cuidado o pouco.

O que foi o redutor?

Nos anos de 2002 e 2003, após a atualização do Plano de Carreira em 2001, o Estado descontou do magistério da rede estadual valores que ficaram conhecidos como “redutor”. Em 2004 o SINTESE impetrou ação judicial para que os professores e professoras recebessem de volta o que foi descontado indevidamente.

Mesmo após vitória, o Estado entrou com uma série de recursos para retardar a quitação da dívida. Esse processo envolve cerca de 4.800 (quatro mil e oitocentos) professoras e professores.