Boquim: SINTESE e prefeitura discutem problemas da Educação

258

Na manhã a última segunda, 05, integrantes da comissão de negociação do SINTESE em Boquim, da coordenação da subsede Centro-Sul e do departamento de Bases Municipais se reuniram com o prefeito Eraldo de Andrade e os secretários de Administração e Educação.

Na pauta: o cumprimento da carta compromisso, assinado pelo atual prefeito na época da candidatura, pagamento do percentual da progressão horizontal (avanço na carreira por tempo de serviço) no período anterior a 27 de maio de 2020, pagamento do retroativo ao reajuste do piso de 2020, pagamento das férias (terço) para diretores de escolas e outros funcionários, processo seletivo seriado (contratos), adicional de substituição, pagamento das gratificações aos diretores e coordenadores de escola e também sobre o ano letivo de 2021.

A administração se comprometeu a apresentar uma proposta com relação ao pagamento das férias até o fim da primeira quinzena de maio

Com relação ao pagamento da mudança de letra (progressão horizontal) uma proposta será discutida na Comissão Permanente de Gestão de Carreira.

Também foi reforçado pela comissão de negociação que a administração precisa cumprir os pontos da carta compromisso com a Educação, assinada pelo então candidato, principalmente no que diz respeito a garantia de uma educação de qualidade social para todas e todos.

Na assembleia realizada no dia 07 de abril foi reforçado pela categoria que para o ano letivo de 2021 é preciso haver segurança, no caso do retorno as aulas presenciais, e isso só é possível com vacinação dos trabalhadores e trabalhadoras em Educação (professores e funcionários), testagem em massa dos estudantes e condições sanitárias nas escolas.

Para aulas remotas (online) é fundamental que se garanta as condições de trabalho aos professores e professoras e de acesso à internet e equipamentos aos estudantes.