Belivaldo anunciou retorno às aulas presenciais para as turmas de 1º e 2º ano do ensino fundamental a partir do dia 10 de maio. Isso, sem oferecer nenhuma garantia efetiva de vacinação aos integrantes do magistério das escolas estaduais e municipais e nem dos trabalhadores destas unidades de ensino, nem as condições sanitárias das escolas e a testagem em massa dos estudantes.

Por isso, a categoria do magistério de Sergipe decidiu paralisar suas atividades a partir do dia 10 de maio. Professores e professoras ratificaram, assim, a decisão de somente retornar às aulas presenciais com vacinação para todas as trabalhadoras e trabalhadores em educação, testagem em massa e condições sanitárias adequadas, porque sem isso a educação não tem segurança.

Sintese: somos muitos, somos fortes.