Itaporanga: Processo de negociação é aberto e professores finalizam greve

162

Após 15 dias de greve, professores e professoras da rede municipal de ensino de Itaporanga D’Ajuda deliberam retomar as atividades remotas. A decisão foi tomada em assembleia, ocorrida na última quarta-feira, dia 2, de forma virtual. As atividades remotas voltaram a ser encaminhadas aos estudantes nesta segunda-feira, dia 7.

A categoria no município entrou em greve no dia 19 de maio. Professores e professoras pediam o pagamento da reposição do piso salarial de 2020. Na quarta-feira, 2, representantes do magistério se reuniram com o prefeito Otávio Sobral para dar início às negociações.

Com a abertura de diálogo e o início das negociações os professores e professoras decidiram pelo retorno das aulas remotas no município.

Vale ressaltar que o piso salarial do magistério é garantido pela Lei Nacional 11.738/2008, que assegura o reajuste anual do piso salarial de professore e professoras da rede pública de todo o Brasil, sempre no mês de janeiro.

“Esperamos que o processo de negociação seja finalizado o quanto antes e que o prefeito encaminhe, também com celeridade, a câmara de vereadores o Projeto de Lei que assegura a reposição do piso salarial do ano de 2020, aos professores e professoras da rede municipal de Itaporanga. Garantir o pagamento do piso de 2020 é não permitir que professores e professoras não sofram com salários defasados e, além disso, é cumprir o que determina a Lei. Como sempre, estamos abertos ao diálogo e a negociação”, afirma a diretora do departamento de Bases Municipais do SINTESE, professora Ivônia Ferreira.

Greve sanitária pela vida

A greve no munícipio terminou, mas professores e professoras de Itaporanga, juntamente com demais professores e professoras de outras 73 redes municipais e da rede estadual de Sergipe, seguem em Greve unificada pela vida.

A greve dos professores e professoras da rede pública de Sergipe teve início no dia 10 de maio. A categoria segue na luta para que as aulas presenciais só sejam retomadas a partir da garantia de vacinação para os trabalhadores e trabalhadoras da educação; condições sanitárias das escolas; testagem em massa de estudantes e estabelecimento de protocolos para casos de Covid nas escolas.

É importante lembrar que na Greve unificada pela vida, professores e professoras seguem ministrando suas aulas e encaminhando atividades aos estudantes de forma remota. A greve é contra a retomada das aulas presenciais sem a devida segurança.

Assembleia
Na próxima quarta, dia 9, às 14h30 acontece assembleia unificada virtual da categoria, onde serão discutidas as seguintes pautas: avaliação da greve em defesa da vida e da vacinação; contrarreforma do Ensino Médio; decisão do TCE questionando a legalidade dos dois vínculos do magistério; garantia do auxílio financeiro para professores e professoras das redes municipais, plenária estatutária da CUT.

Para acessar a assembleia:

https://us02web.zoom.us/j/89982691827?pwd=enQzdGc2cWtVVkpNWmluTVFMWkhHQT09

ID da reunião: 899 8269 1827
Senha de acesso: 474663